Varejo online: como está o mercado e quais são as principais tendências do setor?

Você sabia que o varejo online pode chegar a 500 bilhões de reais no Brasil em 2025? Entenda as perspectivas do setor para os próximos anos.

Como esta o mercado de varejo online

Quando se pensa em investimentos para abrir um novo negócio, não há como ignorar o meio digital como uma excelente alternativa. Isso porque a área e a transformação digital são coisas presentes no dia a dia e só tendem a aumentar.

Acompanhe este artigo para saber como está a situação deste mercado e quais são as principais tendências para o futuro.

Perspectiva do mercado de varejo online

Desde o início da pandemia, o comportamento de consumo das pessoas passou por importantes mudanças, o que também afetou a atuação de varejistas, além de outras pessoas que começaram a se interessar pelo empreendedorismo digital e abriram seus próprios negócios.

A 7ª edição da pesquisa Perfil do E-Commerce Brasileiro apontou que o e-commerce brasileiro teve um grande crescimento em 2021. Foram quase 1,59 milhão de vendas no meio digital, 22,05% a mais do que em 2020, momento em que o varejo online aumentou 40%.

Além disso, foram mais de 100 mil novas lojas virtuais abertas desde o início da pandemia. Fatores como baixo investimento inicial e boa rentabilidade passaram a atrair novas pessoas interessadas no empreendedorismo.

No entanto, devemos dizer que o online já estava crescendo, ainda antes do isolamento social. Mesmo com os problemas econômicos do Brasil, o e-commerce está em um processo contínuo de evolução desde o final da década de 1990, inclusive durante a crise de 2008.

Todos esses números são um reflexo direto das consequências da economia e a urgência pela digitalização das empresas, que já não é mais um diferencial, mas, sim, uma necessidade para quem deseja conquistar clientes e mercados. Com isso, podemos concluir que esses hábitos de venda e consumo devem permanecer e crescer nos próximos anos.

Quais são as principais tendências do varejo online?

Vendas através de marketplaces

O segmento de marketplaces é destaque no varejo online há anos. Dados apontam que, no primeiro trimestre de 2020, por exemplo, eles representaram 78% do faturamento do e-commerce brasileiro (Neotrus).

Consumo online na terceira idade

Com o início da pandemia e isolamento social, diferentes perfis de pessoas passaram a ingressar e consumir no varejo online, como forma de adaptação. É neste contexto que o público da terceira idade aumenta de forma destacável.

De acordo com um levantamento recente feito pela Kantar IBOPE Media, 85% das idosas e idosos, conectados à internet, buscam informações sobre produtos ou serviços antes de uma compra, e 75% deles adquirirem algo online.

Marketing personalizado

Cada vez mais empresas entendem que os dados são essenciais para as tomadas de decisão assertivas no dia a dia. Isso reflete em estratégias de Marketing Digital cada vez mais personalizadas aos seus consumidores.

O que isso quer dizer? Mais ofertas direcionadas, com base no perfil e histórico de compras, atendimento mais personalizado, seleção exclusiva de produtos e serviços, entre outras ações que fazem parte do método.

Maior concorrência online

Com o crescimento ininterrupto do e-commerce, mais empresas ingressam no meio digital e estão desenvolvendo boas estratégias para se manter firmes no mercado. Com isso, a concorrência no varejo online só tende a aumentar.

Mercado Livre como alternativa de carreira

Não é difícil reparar que as vans amarelo-fluorescentes do Mercado Livre passaram a fazer parte da paisagem urbana de São Paulo - além de outras diversas cidades brasileiras. A marca afirmou que irá investir 17 bilhões de reais no país, somente em 2022, para seguir liderando em todas as frentes do varejo online.

O Mercado Livre é a segunda maior empresa da América Latina, com valor de mercado de 52 bilhões de dólares, estando atrás somente da mineradora Vale, avaliada em 77 bilhões de dólares.

No Brasil, quando falamos sobre entregas, a capacidade é de 1,5 milhão de pacotes por dia. E os planos para 2022 é que esse número passe a ser de 2,5 milhões, a partir do projeto de construção de quatro novos centros de distribuição no estado de São Paulo.

E falando da marca... Você já conhece o curso Como Vender no Mercado Livre da Digital House? Com ele, você pode se tornar uma vendedora ou vendedor qualificado e reconhecido, com a certificação Meli.

Durante as aulas, você aprende a trabalhar no ecossistema Mercado Livre. E o melhor: não é preciso conhecimento prévio em Comunicação, Marketing Digital, Contabilidade ou Dados. Nós te proporcionamos toda a base de conhecimentos necessária para que alcance o sucesso em sua jornada profissional!

Inscreva-se e não perca essa oportunidade de obter uma certificação com selo Mercado Livre, usufruindo de todos os benefícios Digital House.

Fique por dentro das novidades do mercado tech. Assine nossa newsletter.