4 vantagens em contratar um UX Designer Júnior que as empresa precisam saber

4 vantagens em contratar um UX Designer Júnior que as empresa precisam saber

Há algumas semanas, publiquei, sem nenhuma pretensão, um post no meu LinkedIn com o seguinte título: contrate um UX designer júnior. Tive esse insight inspirado no que ouvi nas comunidades de UX e em conversas com alunos da Digital House.

Para a minha surpresa, a publicação chegou a 1400 likes e mais de 200 compartilhamentos orgânicos. E como eu não sou nenhum influencer, esse resultado mostra o quanto o assunto é relevante no momento.

Mas o que chamou minha atenção foram os comentários. Dezenas de profissionais que tentam migrar para a área de UX relataram o mesmo: “eu estou preparado”, “tenho um bom portfólio de UX design”, “não consigo a vaga porque as empresas pedem experiência”.

Infelizmente, essa é uma realidade em muitas áreas. Mas gostaria de, mesmo assim, fazer um apelo aos recrutadores/as: deem oportunidade a um júnior. Afinal, sua empresa também tem benefícios ao contratar um profissional desse nível.

E se você ainda tiver algumas dúvida, no próximo tópico eu trago alguns motivos para você contar com um UX designer júnior no seu time.

Os benefícios de contratar um UX designer júnior

São várias as vantagens de contratar um profissional júnior. Dedicados e em busca de crescimento, eles são peças fundamentais para qualquer empresa, já que estão sempre dispostos a aprender e ajudar os colegas.

Abaixo, separei algumas razões pelas quais você deve considerar a contratação desse tipo de profissional:

Garra e força de vontade

Um profissional em transição ou início de carreira quer mostrar a que veio. Desse modo, entregas com muita qualidade são o objetivo do UX designer.

É claro que a experiência vem com o tempo, mas a vontade de aprender, a dedicação e o hábito do estudo também podem trazer resultados incríveis.

Soft skills importantes

Apesar de isso ser relativo, a maioria dos juniores trazem consigo soft skills importantes para um UX Design, como flexibilidade e adaptação a diferentes atividades, e são ótimos em ouvir críticas e trabalhar em equipe.

Além disso, esses profissionais costumam estar livres de vícios no modo de fazer o trabalho e são abertos ao diálogo, o que pode inspirar pessoas em outros cargos a fazerem o mesmo.

Mão na massa

Não importa o que você precisa, um júnior pode ajudar. A área de UX é um guarda-chuva, com uma série de ramificações, e os profissionais do setor devem saber se adaptar às diferentes tarefas. Inclusive, conheça todas as áreas de UX aqui.

No dia a dia, um júnior pode realizar atividades mais processuais, como: recrutamento de usuários, transcrição de pesquisas de UX e replicagem de designs.

Dessa maneira, ele aprende, se desenvolve, e a empresa pode deixar seus funcionários mais seniores focados em atividades estratégicas.

Desenvolvimento com visão estratégica

Um profissional júnior pode aprender e se desenvolver dentro do core do seu negócio, conhecer seus usuários a fundo e entender os stakeholders para, futuramente, contribuir com a parte estratégica da empresa.

Assim, você acompanha a evolução de um profissional desde o início e pode moldá-lo para atuar em cargos importantes dentro do seu negócio.

Na hora de contratar para uma vaga UX Designer Júnior, lembre-se:

Se te convenci a contratar um UX Designer júnior, tem algo importante que você precisa saber:

Na maior parte das vezes, esse profissional ainda não tem ainda experiência. Por isso, não abra vaga UX Júnior exigindo anos de carreira.

As habilidades que você deve buscar tem de estar mais relacionadas ao comportamento do futuro colaborador: flexibilidade, trabalho em equipe, ambição para crescer paixão por UX design são alguns exemplos disso.

Observe seu candidato durante a entrevista e veja se realmente deu match com a filosofia da sua empresa. Com isso, as chances de você se dar bem ao contratar um UX designer júnior são bem maiores.

*Renato Gondra faz parte do time de professores de UX da Digital House e busca estimular a contratação de profissionais júniores nas empresas através do seu LinkedIn

Leia mais no blog DH:

+ Como se tornar um UX Designer de sucesso?

+ User Onboarding: entregando valor no primeiro contato com o usuário

+ Estratégias de UX fundamentais para um site amigável