Transição de carreira: o que você precisa saber para não se frustrar ao mudar de profissão

Transição de carreira: o que você precisa saber para não se frustrar ao mudar de profissão

O mundo mudando na velocidade da Transformação Digital e muita gente a se questionar: como acompanhar, quais as melhores dicas para uma transição de carreira?

Por vezes, acompanhar significa mudar de carreira. E como ninguém troca de profissão como quem troca de roupa, preparamos um artigo com algumas etapas para que esta importante decisão seja mais assertiva possível.

Acompanhe o artigo, feito pela nossa professora, especialista em gestão de carreira, Andrea Duarte Tedesco, e entenda como dar o primeiro passo para esta importante virada de chave.

Transição de carreira: planejando a mudança

Mudar é um verbo que sempre fez e fará parte da nossa existência. A natureza muda, e aqui não estamos falando sobre as mudanças que ela sofre, obrigatoriamente, pela ação de humanos, mas, sim, pelo ciclo natural de evolução.

Logo, mudar é parte da nossa existência e acredite: a maior parte de nós nem percebe inúmeras mudanças que acontecem individualmente ao longo dos anos.

Separe essa palavra, para fazer ligações importantes mais para frente. Porém, mudar pode ser um desafio gostoso para alguns, uma tortura para outros e até um caminho complexo para muitos.

Não somos educados, na maioria das vezes, para lidar com desafios, usar nossa criatividade e desenvolvê-la constantemente. Aprendemos a olhar para um caminho único, onde o tempo e a experiência vivida nos trazem conforto e autoridade.

Trabalho e carreira são temas quentes em um mundo com tantas transformações em tão pouco tempo. Sempre que mudanças acontecem no mundo, a exemplo de revoluções importantes, como a industrial e a tecnológica, muitas frentes são afetadas.

A forma como passamos a consumir produtos e serviços, a nos relacionar com outras pessoas e a trabalhar são evidências de muitas transformações importantes que afetam diretamente o indivíduo.

Afinal de contas, quem consome de forma diferente, se relaciona com outras pessoas usando ferramentas diferentes, aprende e ensina através de métodos diferentes e compõem a gestão de empresas, de cidades e de países, somos nós, seres humanos.

São essas mesmas pessoas que estão passando por tantos questionamentos individuais e sentindo ansiedade, dúvidas, medo, olhando para os seus caminhos profissionais e se perguntando sobre a continuidade, a evolução, as adaptações e mudanças necessárias que comportem as novas necessidades do mercado, o que faz sentido ou não.  E nisso tudo fica um questionamento: como planejar mudança de carreira?

Como planejar uma transição de carreira

O “fazer acontecer” é extremamente individual. Portanto, mostramos abaixo algumas possibilidades para que você pare, reflita e procure identificar qual é a pedra que pode estar impedindo você de movimentar o seu universo.

Sabe aquela frase conhecida: “se der medo, vai com medo mesmo”. Ela nunca foi tão válida! Identificar o que você pensa sobre mudança de carreira é o primeiro passo para esclarecer os sentimentos e comportamentos que podem estar te impedindo de fazer as mudanças que deseja na sua carreira e na sua vida!

Então, vamos fazer um checklist desse plano palpável? Pegue um papel, caneta e uma folha grande em branco. A ideia é pensar que está criando uma nova solução. Anote os 10 ingredientes necessários e crie o "minha carreira" ideal:

Clareza

Sem ela, fica difícil colocar razões poderosas para passar pelos desafios que virão a seguir. Por que a decisão da mudança? Anote tudo sem restrições! Reserve.

Você não precisa fazer nada sozinho (a)

Busque ajuda profissional e se não for possível, marque um café com aquele amigo ou amiga que já enfrentou desafios na vida e troque experiências! Vá de coração aberto para escutar e anote umas dicas.

Pesquise

Muitas pessoas não sabem como começar e saem fazendo qualquer coisa até a frustração bater à porta. Para isso não acontecer com você, pesquise no Linkedin, por exemplo, pessoas que trabalham com a mudança que deseja conquistar e faça perguntas a elas. Anote os nomes destas pessoas com quem conversou, assim como as empresas que elas estão hoje.

Desbrave no oceano dos vídeos

Muitas pessoas postam suas visões sobre trabalhar em uma determinada área, assim como as empresas divulgam informações sobre seus negócios e isso lhe dará uma visão complementar de todas as outras ações. Anote tudo o que faz sentido com a sua história.

Pense nas áreas da sua vida que importam de fato para você

Família? Saúde? Status? Desenvolvimento pessoal? Relacionamentos? O quanto essa mudança te colocará em direção ao que representa felicidade nessas áreas para você? Faz sentido? Segue! Não faz? Reveja as necessidades do plano de mudança.

Pausa para o reforço

E aí, como está ficando essa mistura? Percebe que você está fazendo um exercício mental, físico e intelectual enorme? Ele é poderoso e praticamente a base para que sua receita não desande.

Onde você está agora?

A essa altura, você já tem informações essenciais para agir ou ir em busca do que emperrou no processo. Vá devagar, mas vá!

Comece com outras pequenas mudanças que você considera possíveis de serem feitas. Por exemplo: mudar o caminho rotineiro do mercado para casa, sabe? Sério, faça disso um hábito! Quando enfrentar mudanças maiores, estará mais adaptado (a) para esta ação. O que você tem como forças para conseguir fazer essa mudança na carreira aos 35 anos? Ou com uma idade que vai além? E o que você ainda não tem? Bora fazer conta!

Uma pitada de magia!

Agora, cole esse papel na parede e, como nos filmes de suspense, leia tudo o que levantou, anotando nesse papel (por isso, a dica do papel grande. Uma folha de flip chart é ideal e canetas coloridas vão realçar o mapa).

Ao visualizar suas anotações na parede, se conecte com uma música que faça você vibrar! Esse exercício é uma delícia! Se possível, aumente o som e leia tudo com atenção, deixando a música tomar conta de você. Claro, aproveite para relaxar um pouco.

O que fazer para mudar de carreira? Crie um plano!

Sabendo as razões da mudança, possíveis impedimentos de como você pensa sobre si mesmo, seus medos, suas pesquisas, conexões com pessoas que estão na área desejada, contatos profisisonais, enfim, você tem ingredientes perfeitos para bolar um plano de ação! Ele vai facilitar o direcionamento dos seus esforços para que o bicho da procrastinação e do desânimo não lhe visitem.

Afasta a ideia do “não sei”

Uma das maiores competências do mercado atual é a capacidade (de uma pessoa que não sabe), de não fazer disso um problema e, sim, uma oportunidade de mostrar mais habilidades, aprender e se destacar.

Comece a treinar essa soft skill que o mercado e a sua vida precisam tanto! Joga nos buscador da sua preferência sobre “como criar um projeto” ou “como criar um produto” que você terá ferramentas bacanas para criar um plano do seu projeto: mudar de carreira.

Você vai ver que até planejamento financeiro tem no processo e ele será fundamental. Bateu medo? Vai com medo mesmo e seja feliz!

Se o plano te mostrar a necessidade de estudar uma nova habilidade técnica ou comportamental, não deixe de conhecer bem com quem você vai fazer essa parceria (contratar o curso e a escola).

Com todos os passos acima bem feitos, temos certeza de que a sua escolha por um curso passará a ser certeira e terá informações vitais para bater um papo bacana com os consultores de vendas e até com o coordenador do curso.

Digital House te ajuda a mudar de profissão

Na Digital House nós podemos te ajudar nesta trajetória tão importante. Seja seu foco se tornar freelancer, empreendedor ou colaborador de uma grande empresa de tecnologia, nós te ajudamos a alcançar, com o apoio da mentoria de carreira.

Todos os alunos que fazem um curso da Digital House têm direito a aulas, palestras gratuitas e exclusivas, além de workshops e eventos voltados para a área. A nossa líder de carreiras, Andrea Tedesco, está sempre de olho nas melhores oportunidades para que você cresça profissionalmente.