MENU

| BR

Campus

Cursos

Programas Executivos

Programas Executivos

Paises

Transição de carreira: o que você precisa saber para não se frustrar ao mudar de profissão

Transição de carreira: o que você precisa saber para não se frustrar ao mudar de profissão
#Carreira
17 de agosto - min de leitura

Na hora de mudar de vida profissional, é normal bater certo receio e até medo. Veja as principais etapas e dicas sobre como mudar de carreira para ter uma transição de profissão bem sucedida.


O mundo mudando na velocidade da Transformação Digital e muita gente a se questionar: como acompanhar, quais as melhores dicas para uma transição de carreira?

Por vezes, acompanhar significa mudar de carreira. E como ninguém troca de profissão como quem troca de roupa, preparamos um artigo com algumas etapas para que esta importante decisão seja mais assertiva possível.

Acompanhe o artigo, feito pela nossa professora, especialista em gestão de carreira, Andrea Duarte Tedesco, e entenda como dar o primeiro passo para esta importante virada de chave.

Transição de carreira: planejando a mudança

Mudar é um verbo que sempre fez e fará parte da nossa existência. A natureza muda, e aqui não estamos falando sobre as mudanças que ela sofre, obrigatoriamente, pela ação de humanos, mas, sim, pelo ciclo natural de evolução. 

Logo, mudar é parte da nossa existência e acredite: a maior parte de nós nem percebe inúmeras mudanças que acontecem individualmente ao longo dos anos.

Separe essa palavra, para fazer ligações importantes mais para frente. Porém, mudar pode ser um desafio gostoso para alguns, uma tortura para outros e até um caminho complexo para muitos. 

Não somos educados, na maioria das vezes, para lidar com desafios, usar nossa criatividade e desenvolvê-la constantemente. Aprendemos a olhar para um caminho único, onde o tempo e a experiência vivida nos trazem conforto e autoridade.

Trabalho e carreira são temas quentes em um mundo com tantas transformações em tão pouco tempo. Sempre que mudanças acontecem no mundo, a exemplo de revoluções importantes, como a industrial e a tecnológica, muitas frentes são afetadas.

A forma como passamos a consumir produtos e serviços, a nos relacionar com outras pessoas e a trabalhar são evidências de muitas transformações importantes que afetam diretamente o indivíduo. 

Afinal de contas, quem consome de forma diferente, se relaciona com outras pessoas usando ferramentas diferentes, aprende e ensina através de métodos diferentes e compõem a gestão de empresas, de cidades e de países, somos nós, seres humanos. 

São essas mesmas pessoas que estão passando por tantos questionamentos individuais e sentindo ansiedade, dúvidas, medo, olhando para os seus caminhos profissionais e se perguntando sobre a continuidade, a evolução, as adaptações e mudanças necessárias que comportem as novas necessidades do mercado, o que faz sentido ou não.  E nisso tudo fica um questionamento: como planejar mudança de carreira?

Como planejar uma transição de carreira

O “fazer acontecer” é extremamente individual. Portanto, mostramos abaixo algumas possibilidades para que você pare, reflita e procure identificar qual é a pedra que pode estar impedindo você de movimentar o seu universo. 

Sabe aquela frase conhecida: “se der medo, vai com medo mesmo”. Ela nunca foi tão válida! Identificar o que você pensa sobre mudança de carreira é o primeiro passo para esclarecer os sentimentos e comportamentos que podem estar te impedindo de fazer as mudanças que deseja na sua carreira e na sua vida! 

Então, vamos fazer um checklist desse plano palpável? Pegue um papel, caneta e uma folha grande em branco. A ideia é pensar que está criando uma nova solução. Anote os 10 ingredientes necessários e crie o "minha carreira" ideal:

Clareza

Sem ela, fica difícil colocar razões poderosas para passar pelos desafios que virão a seguir. Por que a decisão da mudança? Anote tudo sem restrições! Reserve. 

Você não precisa fazer nada sozinho (a)

Busque ajuda profissional e se não for possível, marque um café com aquele amigo ou amiga que já enfrentou desafios na vida e troque experiências! Vá de coração aberto para escutar e anote umas dicas. 

Pesquise

Muitas pessoas não sabem como começar e saem fazendo qualquer coisa até a frustração bater à porta. Para isso não acontecer com você, pesquise no Linkedin, por exemplo, pessoas que trabalham com a mudança que deseja conquistar e faça perguntas a elas. Anote os nomes destas pessoas com quem conversou, assim como as empresas que elas estão hoje.

Desbrave no oceano dos vídeos

Muitas pessoas postam suas visões sobre trabalhar em uma determinada área, assim como as empresas divulgam informações sobre seus negócios e isso lhe dará uma visão complementar de todas as outras ações. Anote tudo o que faz sentido com a sua história.

Pense nas áreas da sua vida que importam de fato para você

Família? Saúde? Status? Desenvolvimento pessoal? Relacionamentos? O quanto essa mudança te colocará em direção ao que representa felicidade nessas áreas para você? Faz sentido? Segue! Não faz? Reveja as necessidades do plano de mudança.

Pausa para o reforço

E aí, como está ficando essa mistura? Percebe que você está fazendo um exercício mental, físico e intelectual enorme? Ele é poderoso e praticamente a base para que sua receita não desande.

Onde você está agora?

A essa altura, você já tem informações essenciais para agir ou ir em busca do que emperrou no processo. Vá devagar, mas vá!

Comece com outras pequenas mudanças que você considera possíveis de serem feitas. Por exemplo: mudar o caminho rotineiro do mercado para casa, sabe? Sério, faça disso um hábito! Quando enfrentar mudanças maiores, estará mais adaptado (a) para esta ação. O que você tem como forças para conseguir fazer essa mudança na carreira aos 35 anos? Ou com uma idade que vai além? E o que você ainda não tem? Bora fazer conta!

Uma pitada de magia!

Agora, cole esse papel na parede e, como nos filmes de suspense, leia tudo o que levantou, anotando nesse papel (por isso, a dica do papel grande. Uma folha de flip chart é ideal e canetas coloridas vão realçar o mapa).

Ao visualizar suas anotações na parede, se conecte com uma música que faça você vibrar! Esse exercício é uma delícia! Se possível, aumente o som e leia tudo com atenção, deixando a música tomar conta de você. Claro, aproveite para relaxar um pouco.

O que fazer para mudar de carreira? Crie um plano!

Sabendo as razões da mudança, possíveis impedimentos de como você pensa sobre si mesmo, seus medos, suas pesquisas, conexões com pessoas que estão na área desejada, contatos profisisonais, enfim, você tem ingredientes perfeitos para bolar um plano de ação! Ele vai facilitar o direcionamento dos seus esforços para que o bicho da procrastinação e do desânimo não lhe visitem.

Afasta a ideia do “não sei”

Uma das maiores competências do mercado atual é a capacidade (de uma pessoa que não sabe), de não fazer disso um problema e, sim, uma oportunidade de mostrar mais habilidades, aprender e se destacar.

Comece a treinar essa soft skill que o mercado e a sua vida precisam tanto! Joga nos buscador da sua preferência sobre “como criar um projeto” ou “como criar um produto” que você terá ferramentas bacanas para criar um plano do seu projeto: mudar de carreira.

Você vai ver que até planejamento financeiro tem no processo e ele será fundamental. Bateu medo? Vai com medo mesmo e seja feliz!

Se o plano te mostrar a necessidade de estudar uma nova habilidade técnica ou comportamental, não deixe de conhecer bem com quem você vai fazer essa parceria (contratar o curso e a escola). 

Com todos os passos acima bem feitos, temos certeza de que a sua escolha por um curso passará a ser certeira e terá informações vitais para bater um papo bacana com os consultores de vendas e até com o coordenador do curso. 

Digital House te ajuda a mudar de profissão

Na Digital House nós podemos te ajudar nesta trajetória tão importante. Seja seu foco se tornar freelancer, empreendedor ou colaborador de uma grande empresa de tecnologia, nós te ajudamos a alcançar, com o apoio da mentoria de carreira.

Todos os alunos que fazem um curso da Digital House têm direito a aulas, palestras gratuitas e exclusivas, além de workshops e eventos voltados para a área. A nossa líder de carreiras, Andrea Tedesco, está sempre de olho nas melhores oportunidades para que você cresça profissionalmente.

Outras notícias

Como ser um freelancer de programação? Saiba construir o seu próprio portfólio img
#Carreira
#Tecnologia

Como ser um freelancer de programação? Saiba construir o seu próprio portfólio

A demanda por um freelancer de programação só cresce! O processo de transformação digital e modernização de processos é algo presente nas empresas que buscam se atualizar tecnologicamente, não ficar para trás em relação aos seus concorrentes e se manter em alta no mercado. Com isso, a área de programação tem sido cada vez mais procurada.Nesse contexto, muitas empresas que não estão diretamente ligadas à tecnologia também buscam o desenvolvimento de suas ferramentas esporadicamente. Sendo assim, a área de programação acaba entrando em formato de freelancer PJ ou CLT. Para quem busca iniciar a carreira de programação ou tem conhecimentos e quer trabalhar de forma remota, essa pode ser uma ótima opção. Mas por onde começar? Entenda neste artigo.Como é o mercado para um freelancer de programação?O primeiro ponto que devemos destacar é que, em algumas situações, pode ser que o contratante queira que o freelancer de programação atue diretamente na sede da empresa e não 100% remotamente. Pode ser de forma híbrida também, não precisando se deslocar todos os dias à organização.São diversos tipos de vagas e possibilidades de trabalho disponíveis em site de freelancer de programação. O profissional pode encontrar, por exemplo, oportunidades em uma empresa de comércio, criando um sistema de controle de compra, até em uma multinacional, desenvolvendo uma atualização de software.Como atuar como programador freelancer e fazer o seu portfólio?Primeiro de tudo, para começar a ser um freelancer de programação, é necessário ter um bom portfólio, onde consiga mostrar todas as suas habilidades e convencer os contratantes, como em uma entrevista técnica, de que você é a pessoa certa para realizar os serviços que eles necessitam.O portfólio deve mostrar todas as suas competências técnicas, os trabalhos já realizados e os resultados obtidos. É interessante ter várias versões do mesmo portfólio, para diferentes tipos de clientes. Assim, você pode encaminhar o que mais se adequar às necessidades solicitadas, possuindo mais chances de ser contratado.Não é necessário colocar todos os trabalhos que você já fez na vida. Sintetize os trabalhos mais importantes e relevantes. Neste momento, tome muito cuidado com os direitos autorais!Ferramentas para hospedar o seu portfólioAté aqui nós te explicamos no que consiste seu portfólio e o que incluir nele, mas onde hospedar todos esses trabalhos?Escolher a plataforma para hospedar seu portfólio é uma etapa que exige um pouco de paciência. São diversas opções disponíveis e, com certeza, uma delas se encaixa com o que você procura, a qual você entende que se adapta melhor. Para isso, é necessário realizar testes e visitar páginas de portfólios dessas plataformas para ter certeza de que está optando pelo lugar certo.Para te ajudar, listamos abaixo algumas plataformas utilizadas por muitos profissionais na área de programação:CarbonmadeA plataforma permite a organização de trabalho por álbuns e divididos por temas. Uma ótima opção para programadores. Existem planos pagos e gratuitos para seu uso.DevianArtSão milhões de usuários que utilizam essa plataforma para expor seus trabalhos. Seu uso é simples e há possibilidades de personalização dos layouts de sua página. Existem planos pagos e gratuitos para seu uso.Cargo CollectiveA plataforma oferece opções de personalização, caso o usuário já entenda de programação. Não é perfeito? Seu uso é gratuito!LinkedInÉ possível utilizar as redes sociais para divulgar o seu trabalho. Pelo LinkedIn, o programador também consegue divulgar seus trabalhos e projetos, lembrando que um plus é criar um bom perfil no LinkedIn para chamar a atenção de recrutadores.Qual o valor de um freelancer de programação?Quanto cobrar por hora? Quanto ganha um profissional freelancer por mês? Essas são questões que provavelmente você deve estar pensando agora e que muitas pessoas pensam também.Essa é uma questão sem uma resposta certa. Por exemplo, os programadores freelancers que trabalham com tecnologias mais comuns, como o PHP, possuem mais concorrência. Consequentemente, o preço por hora de trabalho pode ser menor, para que possam escolher sua oferta.Por outro lado, existem muitas áreas e linguagens da programação em que não há muita gente qualificada e o preço sobe.Outros diferenciais, como falar mais de um idioma, contam bastante. O programador pode conseguir trabalhar no exterior, atuando remotamente e ganhando muito bem em outras moedas. Normalmente, os projetos são acordados por entregas, ou seja, o valor de remuneração tem ligação com a capacidade de entrega. Ao final, você pode fazer as contas para saber o quanto você ganhou por hora e se valeu a pena.Por exemplo: um freelancer foi contratado para um trabalho de programação por R$ 3.000,00. Ele finalizou e entregou tudo em duas semanas, trabalhando 44 horas por semana, ou seja, 88 horas no total. Com isso, ele ganhou R$ 34,10 por hora. Isso pode ser bastante lucrativo se você analisar os salários das pessoas contratadas por salário fixo e dividir pela quantidade de horas.Sites para anunciar o seu trabalhoExistem diversos sites de oportunidades, onde os freelancers buscam por clientes e vice-versa. Conheça 3 deles abaixo:FreelancerÉ um dos maiores do mundo! São inúmeras ofertas em diferentes áreas da programação.99freelasA plataforma é brasileira, mas também oferece uma gama enorme de oportunidades. Quando o freelancer de programação conclui um job, ele ganha scores pelo desempenho, aumentando sua visibilidade no site para outras empresas e contratantes.WorkanaSão milhares de projetos e oportunidades com foco nos países da América Latina. No site, você pode pesquisar por projetos que se adequem as suas habilidades técnicas.Ficou com vontade de ingressar na área que é uma promessa ao futuro? Quer aprender sobre programação e se tornar um freelancer?Na Digital House, temos o curso de Desenvolvimento Web Full Stack, utilizando as melhores ferramentas de educação digital do mercado e possibilitando um processo de aprendizagem eficiente.Leia mais no blog DH:+ Minha primeira linguagem de programação: como escolher?+ Primeiros passos no Git: o que eu preciso saber?+ Pague só quando possuir renda: conheça o modelo ISA da DHE aí, já segue a gente no Twitter? Vem pra rede, vamos conversar sobre habilidades digitais! ;)

Melhores áreas para trabalhar: 6 profissões do futuro para ficar de olho img
#UX
#Marketing
#Carreira
#Tecnologia
#Dados

Melhores áreas para trabalhar: 6 profissões do futuro para ficar de olho

Antes de saber as áreas, é claro que não podemos desconsiderar o ano de 2020 e todo o contexto pandêmico que vivemos. O ano foi um grande empurrão para que a tecnologia e as habilidades digitais dominassem ainda mais o mercado, pois a grande maioria dos serviços buscou aderir à transformação digital para não ficar para trás.Sendo assim, muitos empregos tradicionais sofreram grandes mudanças, não somente no ano passado, mas também nos últimos anos, por estar em um processo de revolução tecnológica.Quais são as melhores áreas para trabalhar?O cenário profissional está seguindo para algumas áreas específicas, de acordo com as tendências de mercado. Confira abaixo as 7 principais áreas e profissões do futuro para considerar em uma decisão:ANALISTA DE DADOS E CIENTISTA DE DADOSSegundo o relatório do World Economic Forum, as profissões de analista de dados (Data Analytics) e cientista de dados (Data Science) estão em primeiro lugar como alta demanda em 2021. Dados são recursos valiosos para tomada de decisões, desenvolvimento de produtos e análise de mercado. A média salarial é de R$ 4.852, de acordo com o site Glassdoor para analista de dados. Já para cientista de dados, a média salarial é de R$ 7.834. Na Digital House, nós temos os cursos para ambas as profissões, tanto Data Analytics quanto Data Science. Confira as grades e seja um especialista na área!ESPECIALISTA EM INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E MACHINE LEARNINGEm paralelo com a transformação digital, acelerada no contexto de 2020, as carreiras associadas à Inteligência Artificial (IA) e Machine Learning ganharam muito espaço. O salário médio é de R$ 9.441 no Brasil, sendo que as chances de contratação no exterior são grandes, podendo trabalhar remotamente. Além disso, a área possui grande necessidade de demanda para poucos profissionais qualificados. Confira a grade do curso de Inteligência Artificial da Digital House. Você também pode contribuir com a transformação digital nas grandes empresas.PROFISSIONAIS DE MARKETING DIGITALCom a ascensão do meio online, a necessidade de assessoria na área aumenta cada vez mais. São diversas profissões dentro do Marketing Digital, possibilitando a construção de um time com pessoas de diversas formações acadêmicas.Marketing Digital e Marketing Digital Avançado são os cursos oferecidos pela DH e o salário médio para o profissional da área é de R$ 7.578 por mês. Investir nessa área não tem erro!ANALISTA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃOA preocupação com a segurança de dados nas empresas faz com que a demanda por profissionais de segurança da informação seja alta.Pessoas com habilidades em programação, que possuem formação em Ciência da Computação ou certificações específicas da área, têm salário médio de R$ 4.862.Que tal ingressar na área? Confira o curso de Cyber Security da Digital House e tenha aulas com os melhores especialistas do mercado.PROJECT MANAGERSEssa é a carreira para quem faz a gestão de projetos, acompanhando prazos e indicadores para alcançar as expectativas do negócio. Metodologias ágeis e visão de mercado são essenciais para isso. A carreira paga, em média, R$ 168 mil ao ano.Conquiste sua estabilidade financeira e alavanque sua carreira com o curso de Gestão de Produtos Digitais da Digital House.UXEssa área abarca profissionais que garantem a boa relação entre a empresa e o seu consumidor, com boas experiências. Num cenário atual, onde o comportamento das pessoas se torna cada vez mais exigente com as transformações digitais, o profissional que garante a melhor experiência do usuário é cada vez mais necessário. O salário médio é de R$ 5.760. A DH oferece o curso de Experiência do Usuário (UX), que prepara o aluno para otimizar resultados das empresas com seus consumidores.Ingresse em uma das profissões do futuroFicou bem claro que a tecnologia está dominando as profissões que estão em alta, não? Conforme as empresas passam pelo processo de transformação digital para se manterem firmes no mercado, determinadas habilidades e competências se tornam cada vez mais necessárias para as pessoas.A Digital House oferece diversos cursos que formam especialistas em todas as áreas do futuro, em aulas ministradas por professores que estão no mercado. Conheça os cursos de marketing digital, UX, dados, programação e negócios.Leia mais no blog DH:+ Departamento de carreiras: 95% de empregabilidade na Digital House+ Tudo que um desenvolvedor Full Stack precisa saber+ Aprenda a criar um storytelling com dadosE aí, já segue a gente no Twitter? Vem pra rede, vamos conversar sobre habilidades digitais! ;)

 Transformação digital nas empresas: o que é e por que faz tanta diferença? img
#UX
#Marketing
#Carreira
#Tecnologia
#Dados

Transformação digital nas empresas: o que é e por que faz tanta diferença?

A transformação digital é um assunto que aparece constantemente em empresas de qualquer setor. Não é algo para o futuro, mas sim um conceito necessário no presente, para que as empresas consigam seguir prosperando, sem ficar para trás.Considerando tudo isso, confira esse texto com o que você precisa saber sobre transformação digital.O que significa transformação digital?Transformação digital é a implementação de tecnologias digitais, através da mudança estrutural das organizações, para solucionar problemas e trazer melhores resultados no desempenho, produtividade e eficácia dos processos.Ao iniciar o processo de transformação digital nas empresas, a tecnologia se torna o fator principal em uma estratégia de gestão e não algo presente superficialmente.O processo demanda tempo e recursos, mas qualquer empresa, seja de grande ou pequeno porte, pode aderir à transformação digital, pois mesmo com menos dinheiro é possível planejar estratégias.Qual a importância da transformação digital nas empresas?Estamos vivendo uma revolução tecnológica, em que as coisas estão ficando cada vez mais rápidas e recebemos muito mais informações em menos tempo e de maneira acessível, ou seja, a transformação digital traz um impacto muito grande na sociedade.Em paralelo a esse desenvolvimento, as pessoas também estão mudando de comportamento, exigindo tudo com mais rapidez e facilidade. Temos produtos e serviços disponíveis de forma digital, algo que não existia até alguns anos atrás.Por isso, as empresas precisam se adaptar a esses costumes, otimizando novas soluções em seus processos e as possibilidades são ilimitadas.Empresas que passaram por transformação digitalConfira três exemplos de transformação digital em empresas que se tornaram referência em suas áreas de mercado:NetflixA Netflix se tornou uma das principais produtoras de conteúdo no mundo. Seu sucesso começou a partir da transformação digital promovida pelo serviço de streaming, adequado às mídias digitais. Quem lembra das videolocadoras nas cidades? Pois é, a Netflix teve a grande sacada de perceber o avanço da tecnologia e a necessidade dos consumidores, dominando o mercado e fechando muitas lojas.Magazine LuizaO grande crescimento da marca veio a partir da estratégia de transformação digital, onde o e-commerce passou a ser a principal referência de compras aos seus clientes. Não foi preciso fechar as lojas físicas para que o processo desse certo, mas sim adaptá-las tecnologicamente, capacitando seus profissionais, alterando processos de venda e gerando muitas campanhas de marketing digital a partir das promoções de produtos.Por conta disso, em 2019, a Magazine Luiza alcançou quase R$1 bilhão em lucros. SpotifyA Spotify é a principal referência de empresa no mercado musical. Seu grande crescimento partiu de uma transformação digital, onde através de uma metodologia ágil e uma análise detalhada de seus dados, a empresa desenvolveu um modelo de inteligência artificial baseada no machine learning, adequando a plataforma aos consumidores atuais.Sendo assim, o aplicativo passou a identificar quais músicas seus usuários mais gostam de ouvir, baseando-se no histórico de cada um, e podendo fazer, inclusive, indicações de novas músicas, artistas e álbuns. Sua usabilidade passou a atrair muitas pessoas que se interessam pelo mundo musical e querem buscar novas referências.O que fazer para passar pela transformação digital?O que há de comum em todas as empresas que passaram pela transformação digital e obtiveram êxito? Destaca-se a preocupação em solucionar os problemas dos clientes, atrelado aos novos comportamentos de consumo e à inovação tecnológica.Para que o processo de transformação digital nas empresas possa dar certo, é necessário prestar atenção em quatro pontos importantes. Confira abaixo:Estratégia: qualquer inclusão de processo deve estar alinhada com a estratégia da empresa, utilizando coisas que já funcionam e sua base de clientes.Modelo de digitalização: é necessário escolher um modelo de digitalização para desenvolver capacidades e formas de trabalho.Organização: é necessário estruturar a gestão e toda a equipe que conduzirá o processo de transformação digital.Cultura: todo esse processo só é possível se a empresa possuir uma cultura que busque inovações e novos caminhos na forma de realizar seus negócios. Seja qual for o mercado de atuação, as organizações (sejam grandes ou pequenas) devem estar sempre atentas às novas tendências tecnológicas e mudanças no comportamento de consumo dos usuários.Quais são as insatisfações dos clientes com os serviços disponíveis no mercado? A partir disso, trace o caminho para a criação de cases que sirvam como exemplos de transformação digital.Não é inspirador? Que tal seguir essa carreira e atuar diretamente com transformações digitais? A Digital House oferece o curso de Data Analytics, onde você pode se tornar um analista de dados, encontrando novos insights para transformações digitais e o curso de Gestão de Produtos Digitais, que te capacita a gerenciar os processos como um todo.Leia mais no blog DH:+ Departamento de carreiras: 95% de empregabilidade na Digital House+ Tudo que um desenvolvedor Full Stack precisa saber+ Aprenda a criar um storytelling com dadosE aí, já segue a gente no Twitter? Vem pra rede, vamos conversar sobre habilidades digitais! ;)