SQL para iniciantes: primeiros passos para utilizar a linguagem e comandos

SQL  para iniciantes: primeiros passos para utilizar a linguagem e comandos

Quer aprender a usar SQL  para iniciantes? Vem com a gente! O termo significa Structure Query Language e a linguagem serve para a criação de tabelas, colunas e índices com foco nas informações de banco de dados.

Nossa professora e especialista no assunto, Talita Sousa, vai te ajudar a dar os primeiros passos no SQL. Vem aprender os comandos básicos e como usá-lo.

SQL para iniciantes: primeiras dicas

O primeiro passo é saber o que é e como usar SQL , e o termo define uma linguagem de consulta criada para a pesquisa de banco de dados relacional, na qual a estrutura básica são as tabelas (também conhecidas como "relações").

Lembrando que tabela é uma estrutura formada por colunas e linhas, elas apresentam uma estrutura bem parecida com as planilhas que você provavelmente já utilizou no Microsoft Excel.

Outra importante característica sobre SQL é em relação aos bancos de dados relacionais e sua capacidade de relacionar dados entre duas ou mais tabelas, ou seja, criar "relacionamentos" entre elas.

Isto é implementado por meio de campos ou colunas com valores comuns.

Para que serve SQL

É através da SQL linguagem que conseguimos criar tabelas, colunas, índices, atribuímos permissões a usuários e realizamos consultas a dados. Ou seja, o SQL nos permite  “conversar” com o banco de dados.

Essa linguagem é muito importante, pois facilita a execução de tarefas em Sistemas de Gerenciamento de Banco de Dados (SGBDs). Além disso, seu entendimento é fundamental para qualquer um que deseja atuar em áreas mais técnicas que envolvam análise de dados.

Imagine precisar de alguém toda vez na hora de uma consulta, pois você não sabe como usar uma base de dados. Chato, né?

O que é uma query?

Query, ou consulta em português, como o nome diz, são critérios que, quando executados, criam uma lista. Lembrando que, toda consulta é feita com base em critérios, por exemplo: dados geográficos podem se basear pelo critério de número populacional daquele lugar.

Logo, para uma lista ser eficiente, ela precisa ser dinâmica, ou seja, mudar na mesma velocidade da alteração de cada novo contato ou informação.

As queries são exatamente a representação dessa evolução no universo das consultas. Realizadas em um banco de dados, elas tem o propósito  de gerar uma lista de contatos sempre atualizada e sem intervenção humana.

banner sobre material rico de análise de dados no artigo de sql server para iniciantes

SQL para iniciantes

Como aprender SQL? Bom, aqui é necessária a compreensão de que se trata de uma linguagem declarativa.

Isso quer dizer que temos que nos preocupar menos em como as coisas são feitas e mais em informar o que queremos fazer, combinando o conjunto de comandos disponibilizados pela SQL, os quais são organizados em conjuntos.

Essa divisão é feita de acordo com a função de cada comando.

Lista de comandos SQL

Agora, você confere quais são esses conjuntos, a partir dos exemplos mais utilizados. Veja os principais comandos do SQL  para usar no seu dia a dia.

Comandos que lidam com objetos

DDL - Data Definition Language

Um conjunto de comandos da linguagem SQL que lidam com os objetos, criando bancos de dados, esquemas, tabelas, campos etc.

Entre os mais utilizados, podemos citar o CREATE, que é destinado à criação do banco de dados e tabelas que o compõem; o ALTER, que permite inserir e eliminar atributos nas tabelas existentes; e o comando DROP, utilizado para eliminar a definição da tabela, seus dados e referências. Exemplo:

CREATE TABLE alunos

-- Exemplo de criação da tabela alunos

Comandos que lidam com dados

DML - Data Manipulation Language

Corresponde aos comandos que lidam com os dados. Os mais comuns são INSERT, que insere dados em uma tabela; o UPDATE, que tem a função de atualizar uma tabela; e o DELETE, que pode deletar valores. Exemplos:

INSERT INTO produto (nome, valor)

VALUES (‘fogao’,’1300’)

-- Esse é um exemplo de inserção de valores na tabela produto

UPDATE nome_tabela

SET nome_coluna

WHERE condição;

-- Esse é um exemplo de atualização de valores em uma tabela

DELETE FROM nome_tabela

WHERE condição;

-- Esse é um exemplo de exclusão de valores em uma tabela

DQL - Data Query Language

Como você já deve ter ouvido falar e irá perceber ao longo da sua carreira, uma das atividades mais comuns em bancos de dados é a execução de queries.

Portanto, entender como criá-las da maneira correta é muito importante para o desempenho do banco e de aplicações que dele dependam. A execução de queries é feita através de conjunto da instrução SELECT que retorna os valores dos bancos de dados. Exemplo:

SELECT nome,

valor FROM alunos

-- Exemplo de consulta de valores da tabela alunos

O comando SELECT é muito funcional. Se utilizado da forma correta, poderá trazer os resultados já agrupados, classificados, calculados ou detalhados, de diversas fontes de dados, ou tabelas, em muitos formatos diferentes, sem que você precise escrever uma única linha de código.

Por outro lado, também pode ser prejudicial e criar graves problemas de performance caso não seja escrito de maneira adequada ou se o seu banco de dados não estiver preparado para conseguir executá-la da forma que você a escreveu.

Portanto, é necessário seguir as melhores práticas do uso de SELECT, para que você consiga  utilizá-lo na criação das suas queries com simplicidade e garantir a performance na sua utilização.

SQL faz parte da carreira de um analista de dados

Ficou claro que saber como fazer uma consulta, entender como usar a linguagem e até um curso de SQL tem grande importância na carreira, né?

Com ela, acessamos e manipulamos os registros de um banco de dados, podemos armazenar e manipular informações de forma que elas possam ser utilizadas em aplicações e ainda ajudar na criação de diversas soluções, desde consultas rápidas até sistemas simples ou muito complexos.

Aprofundar seus conhecimentos em SQL te permite desenvolver autonomia e, consequentemente, sua carreira em dados.

Se você quer entender melhor sobre esta e as demais linguagens valorizadas neste mercado, conheça o curso para se tornar um analista de dados da Digital House.

Nele, você aprende com especialistas o que SQL é na prática. O time de professores da DH vivenciam a linguagem no seu dia a adia, como a Talita, que escreveu este conteúdo, e podem compartilhar contigo todo esse conhecimento.

Leia mais no blog DH:

+ Dados abertos: como usar dados públicos para gerar estratégias de negócios

+ Power BI para leigos: aprenda os primeiros passos

+ Resumo LGPD: tudo o que uma empresa precisa saber sobre a nova lei

E aí, já segue a gente no Twitter? Vem pra rede, vamos conversar sobre habilidades digitais! ;)