Que curso fazer para trabalhar com inteligência artificial?

Que curso fazer para trabalhar com inteligência artificial?

Que curso fazer para trabalhar com inteligência artificial? Esta é uma pergunta cada vez mais presente no mercado de trabalho, haja vista que a área não para de crescer. Há quase dois anos, a ONU informou que os pedidos de patentes para inovações baseadas em IA aumentaram muito nos últimos anos. Sendo assim, vale a pena acompanhar o futuro deste campo que promete muito!

Os estudos sobre IA tiveram início na década de 1950, nos Estados Unidos. Até hoje, muita coisa na área mudou e se desenvolveu, sustentando a automação de inúmeros negócios, a partir de softwares que analisam dados para tomar as melhores decisões. Se você se interessa pela área, acompanhe este artigo e, além de saber que curso fazer para trabalhar com inteligência artificial, entenda o que se aprende e como está o mercado de trabalho.

Que curso fazer para trabalhar com inteligência artificial?

Já parou pra pensar que a inteligência artificial habita grande parte de nossas rotinas? Seja com a recomendação de músicas na plataforma de streaming ou por meio da indicação do melhor caminho para você chegar ao seu trabalho ou qualquer outro local através de um aplicativo.

Mas, pensando nas pessoas que desejam ingressar na área, que curso fazer para trabalhar com inteligência artificial? A área é ampla e exigida em diferentes funções, desde um cientista de dados, por exemplo, até um especialista em algoritmos.

A Digital House é a maior escola para aprendizado de habilidades digitais da América Latina e referência na área da inteligência artificial, promovendo o desenvolvimento da tecnologia e o sucesso de grandes empresas do mercado.

Recomendamos que você conheça o curso de Inteligência Artificial da DH, que forma especialistas capazes de solucionar qualquer tipo de demanda para processos organizacionais, entre outros campos. As aulas online são dinâmicas, 100% ao vivo e ministradas por especialistas do mercado.

Nós a utilizaremos como referência para a construção deste artigo e se você quer saber mais sobre o que se estuda no curso, além de entender o panorama atual de mercado, continue acompanhando.


O que se estuda em inteligência artificial?

Inicialmente, é importante saber que o curso de inteligência artificial é voltado para profissionais que já atuam com análise de dados ou entendem sobre linguagens de programação, principalmente o Python, que é muito demandado na rotina, além de entender sobre cálculos, probabilidade, estatísticas e ter noções básicas sobre machine learning.

Mesmo com essas exigências técnicas, o curso é uma ótima alternativa para alavancar em uma carreira tão valorizada e que é, sem dúvida, uma promessa no mercado de trabalho.

Mas, quais são os profissionais que podem optar por se especializar na área? Cientistas de dados, engenheiros de softwares ou pessoas que possuem experiências com machine learning são alguns exemplos. São diversos conceitos e processos que poderão aprender em um curso. Confira os principais:

• Como construir redes neurais.

• Fundamentos da deep learning.

• Liderança em projetos de sistemas de aprendizagem.

• Redes convolucionais, RNNs, LSTM, Adam, Dropout, BatchNorm etc.

Uma boa instituição, a exemplo da Digital House, dispõe de toda a orientação técnica necessária, para que os alunos dominem esses e outros muitos assuntos, sendo capazes de estruturar e gerenciar grandes projetos, utilizando as principais ferramentas do mercado, como Numpy, Kera, TensorFlow, entre muitas outras.

Mercado de trabalho: salário e vagas

Mesmo sendo um campo que recebe constantes atualizações, conforme a tecnologia se desenvolve, a inteligência artificial tem sido cada vez mais notada, principalmente por conta dos avanços em questões como processamento de computadores e os infinitos dados presentes no meio digital.

Cada vez mais as empresas de grande porte, como Google, Amazon, Facebook, Microsoft, Apple, Samsung, IBM, Sony, entre muitas outras, têm investido no campo, buscando melhores soluções aos seus usuários através da inteligência artificial, desenvolvendo novos algoritmos e outras oportunidades dentro e/ou fora da área da Tecnologia da Informação (TI).

Não dá pra ter dúvidas que o futuro de carreiras na área de IA é promissor. Nos últimos 4 anos, por exemplo, a contratação de especialista em IA nos Estados Unidos cresceu 74% anualmente, além do salário de um engenheiro de machine learning ter subido 344% em apenas três anos.

E, no Brasil, também temos grandes constatações! De acordo com uma pesquisa da IBM, mais de 7 milhões de brasileiros precisarão ser capacitados para a área nos próximos 3 anos. Ou seja, a demanda é imensa!

Muito já se fala sobre a falta de empregos, causada pela substituição de humanos por robôs, mas o contexto não é esse. Espera-se que os avanços na inteligência artificial não só substituam vagas, mas também criem outras. O desafio é a capacitação de funcionários para desempenhar essas funções.

Neste contexto, em quais carreiras vale a pena investir? Destacamos algumas funções e seus salários médios, para ajudar a clarear sua jornada:

Cientistas e engenheiros de machine learning - salário médio de R$ 7.338/mês

Cientista de dados - salário médio de R$ 6.769,46/mês

Desenvolvedores de softwares e sistemas - salário médio de R$ 4.436/mês

Arquiteto de dados - salário médio de R$ 9.350/mês

Existe faculdade de IA?

Sim! Existe. Claro que é muito importante que os interessados na área de IA estudem sobre o campo e, neste contexto, ter uma certificação ou diploma é um ótimo caminho a ser seguido, comprovando uma base sólida de conhecimentos técnicos quando for fazer uma entrevista de emprego, por exemplo.

Entretanto, ao escolher onde estudar, é preciso pensar em todo o investimento necessário: uma faculdade pode demandar muito tempo e/ou alto investimento financeiro, não valendo a pena no final de tudo. Afinal, são pelo menos 4 anos realizando a graduação todos os dias da semana.

Além disso, em tanto tempo de curso, muitas matérias abordadas podem não ser utilizadas pelo aluno no dia a dia como profissional, o que representa um período de tempo que poderia ser usado para atividades mais específicas e úteis.

No final das contas, o mais importante é ter o conhecimento técnico, não importando como adquiri-lo. Nesse sentido, aprender inteligência artificial em cursos específicos com professores qualificados é uma boa opção, como o da Digital House, que prepara o aluno para se tornar um especialista em poucos meses!

E aí, depois de saber que curso fazer para trabalhar com inteligência artificial, que tal se aprofundar um pouco mais nos conhecimentos na área, antes de iniciar os estudos? Confira o nosso artigo sobre Naive Bayes, onde explicamos tudo o que você precisa saber sobre este algoritmo de machine learning.

Leia mais no blog DH:

+ Google Analytics Dashboard: crie e personalize com o nosso passo a passo

+ O que é brand equity e como as empresas geram valor de marca em seus produtos e serviços

+ Marketing digital para iniciantes: 10 dicas de como começar na carreira

E aí, já segue a gente no Twitter? Vem pra rede, vamos conversar sobre habilidades digitais! ;)