Qual a diferença entre front-end e back-end

Qual a diferença entre front-end e back-end

Se você decidiu entrar no incrível mundo da programação, precisa, minimamente, identificar a diferença entre front-end e back-end na prática. Isso significa compreender a atuação nestas duas abordagens de programação, suas linguagens, desafios e oportunidades de carreira.

Para esclarecer, preparamos este artigo que desmenbra linguagens front-end e linguagens back-end, com o objetivo de ajudar você a decidir melhor por qual deles trilhar, ou mesmo, como aprender os dois.

Diferença front-end e back-end - como identificar?

Para simplificar o entendimento quanto à diferença entre estas duas maneiras de programar, vamos iniciar por suas definições.

Basicamente, quando falamos dos “bastidores”, ou seja, o servidor e o banco de dados que ajudam a fornecer as informações ao usuário de uma interface, falamos do back-end. “Back” é a parte do site que você não tem contato direto como usuário.

Quem prefere se especializar como desenvolvedor back-end vai atuar com lógica, funcionalidade do site, regras, segurança e integridade de banco de dados.

Ou seja, viver os “bastidores da internet” requer muita paciência, cuidado e concentração, mas, tudo muito bem remunerado. Um programador back-end ganha em média R$ 4.196,00.

Entre as linguagens mais comuns de back-end, podemos citar: HTML, CSS, C, C++, C#, PHP, Ruby, Rails, C#, Swift, Node, Python, JavaScript e a sintaxe e semântica (que se aproximam da linguagem humana).

O desenvolvedor front-end, como o nome já diz, está no front com o usuário - na parte visível a ele das aplicações e sites. Essa área cuida da usabilidade, efeitos visuais, velocidade de carregamento, interação direta com o usuário e toda a experiência dele (UX) naquele site ou app.

Por não utilizar uma programação mais complexa, o HTML, CSS e Javascript são as linguagens que atendem bem às demandas. Um programador front-end ganha em média de R$ 3.036,00.

No final das contas, embora diferentes, front-end e back-end se complementam na criação de sites e apps.

Como atuar com front-end e back-end ao mesmo tempo?

Habilidades opostas, existe a diferença entre front-end e back end, porém se complementam. Não só é possível trabalhar com interface e servidor ao mesmo tempo como é um importante diferencial de mercado.

Quando o profissional de programação atua nas mais diversas partes do projeto, ou tem conhecimento tanto de back-end quanto de front-end, ele é chamado de Desenvolvedor Full Stack.

Essa figura adquire uma visão mais completa do negócio, atuando de ponta a ponta em um projeto. Provavelmente, isso demandará o conhecimento de diferentes tecnologias e linguagens de programação.

Para quem é um programador iniciante, estudar sobre áreas de Desenvolvimento Web, saber a diferença entre front-end e back-end, e se inteirar sobre suas linguagens é importante, mas, mesmo sendo um autodidata, ter um aprendizado consistente, que equilibre conceito e prática, é essencial.

Na Digital House você encontra esse suporte. A DH oferece o  curso de Web Full Stack em que o aluno sai com um site, criado por ele mesmo, para chamar de seu e deixar seu portfólio atrativo aos olhos do mercado.

Leia mais no blog DH:

+ Saiba tudo sobre Git para iniciantes

+ Como melhorar minhas habilidades em programação?

+ Arrays: o que são? Como funciona?

E aí, já segue a gente no Twitter para acompanhar nossas ações especiais e novidades? Vem pra rede, vamos conversar sobre habilidades digitais ;)