Protótipo de tela: o que é e quais as principais ferramentas

Protótipo de tela: o que é e quais as principais ferramentas

Ter a habilidade de implementar todas as suas ideias e expressá-las da melhor forma é uma das qualidades mais notáveis que qualquer profissional pode oferecer ao mercado do setor de tecnologia. Haverá vários momentos em que será necessário apresentar os resultados de sua criatividade, mas como fazer isso? É justamente aí que entra o protótipo de tela.

Sendo assim, acompanhe este conteúdo e entenda tudo sobre o tema, além de saber quais são as principais ferramentas utilizadas atualmente.

O que é protótipo de tela?

Protótipo de tela é uma representação inicial de uma ideia que se tem em mente para um projeto. Ela pode ocorrer em diferentes níveis de fidelidade, sendo baixa, média ou alta. O que vai diferenciar são os custos envolvidos e o nível de detalhamento da ideia do produto.

O principal objetivo de um protótipo de tela é simular a interação entre o homem e a máquina, ou seja, entre o usuário e a interface final. Imagine, por exemplo, que você está criando um novo aplicativo. A ideia já é fantástica e o conceito é superinovador. Porém, neste estágio inicial de projeto, é necessário elaborar uma versão que represente tudo isso, para ser apresentada a outras pessoas.

Na maioria das vezes, esse esqueleto é usado como material a ser mostrado a alguém interessado em investir nela, e fazer com que se transforme em realidade. Por isso, o protótipo de tela acaba se tornando essencial nesta etapa.

O objetivo é criar um modelo do produto final, que não precisa ter as qualidades técnicas e o polimento do aplicativo já finalizado. Basta que a versão transmita qual a sua ideia de usabilidade, estilo e propósito da solução para as pessoas.


Ferramentas para fazer protótipo de tela

O processo de prototipagem é um conceito que existe há bastante tempo para instrumentar as ideias. Sendo assim, felizmente, existem muitas plataformas e ferramentas úteis disponíveis, a fim de transformar o que está em sua mente para um dispositivo digital.

Separamos 3 grandes opções bastante utilizadas e conhecidas no mercado, para que você avalie qual é a melhor para as suas necessidades. Confira:

Figma

O Figma é, certamente, uma ótima ferramenta de prototipagem para os profissionais de UX/UI Design e oferece um plano gratuito para os estudantes da área. Ele pode ser usado nos próprios navegadores, o que facilita bastante o seu uso. Semelhante ao Google Docs, é possível compartilhar o projeto em tempo real com outras pessoas, gerando um link de acesso.

Além disso, a ferramenta também conta com uma funcionalidade própria para vetores, que quebra alguns paradigmas. É possível, por exemplo, criar diversos vértices a partir de um mesmo ponto, além de usar as setas para mover diferentes pontos, ou seja, há muito mais precisão na hora de movimentar os objetos.

Framer

O Framer é uma ferramenta utilizada para design, prototipagem e compartilhamento de projetos entre equipes, combinando a edição visual com a flexibilidade do código. Ele também é um aplicativo baseado em navegador, facilitando o processo quando falamos de integrações, compartilhamento para outras pessoas, frameworks e aplicativos de terceiros (plugins).

Seu canvas é espaçoso e bastante minimalista, contando com um sistema responsivo, que se adapta ao tamanho desejado, sem deformar os objetos. Lembrando que é importante saber que é possível importar os arquivos construídos no Framer para outros aplicativos, como o próprio Figma.

Adobe XD

A Adobe é uma marca bastante conhecida e consagrada no meio do design. Sendo assim, a Adobe XD é uma ótima opção para uso pessoal, já que é um produto da família do Photoshop, permitindo, por exemplo, a importação de arquivos .PSD diretamente para o artboard do programa.

Com ele, é possível visualizar seu design diretamente do dispositivo móvel, em tempo real, conectando via USB a um computador que tenha o Adobe XD instalado. Além disso, o software funciona a base de vetores e é algo essencial, haja vista que existem diversas proporções e tamanhos de tela.

Como aprender a fazer um protótipo online

Em qualquer processo de desenvolvimento de produtos digitais, a apresentação da ideia de maneira clara, rápida e prática é o principal objetivo no estágio inicial. Sendo assim, o protótipo de tela precisa ser feito da melhor forma, conforme as necessidades do projeto.

Ao entender todo esse processo, tudo fica mais claro para construir representações eficientes, que mostrem todo o valor agregado do projeto. Inclusive, vale mostrar menos funcionalidades, porém completas, do que muitos recursos incompletos e que não satisfazem um usuário.

Se você quer ser um especialista no desenvolvimento de protótipos e produtos digitais, a Digital House oferece o curso de Experiência do Usuário (UX), que ensina o aluno a criar protótipo de tela, conduzir testes de usabilidade, dominar análises heurísticas para a melhoria de interfaces, além de muitos outros conceitos e habilidades técnicas para construir soluções com mais assertividade.

Confira a grade completa clicando aqui, para baixar o programa do curso e veja quantas coisas interessantes você pode aprender.

Leia mais no blog DH:

+ Google Analytics Dashboard: crie e personalize com o nosso passo a passo

+ O que é brand equity e como as empresas geram valor de marca em seus produtos e serviços

+ Marketing digital para iniciantes: 10 dicas de como começar na carreira

E aí, já segue a gente no Twitter? Vem pra rede, vamos conversar sobre habilidades digitais! ;)