Portfólio em UX Design: como montar um e ressaltar suas habilidades na área

Portfólio em UX Design: como montar um e ressaltar suas habilidades na área

Como montar um portfólio de UX Design de encher os olhos de recrutadores e empresas?

Essa vitrine virtual, onde os profissionais expõem seus trabalhos de forma visualmente elaborada, precisa representar a seleção dos seus melhores projetos.

Um excelente portfólio age como a própria materialização de uma identidade profissional e, neste caso, uma imagem pode sim valer mais que muitas palavras. Acompanhe este artigo e tenha dicas de como deixar sua vitrine diferenciada e atrativa, além de conhecer ferramentas que te ajudarão na hora da divulgação.

Criando um portfólio de UX Design encantador

Primeiro, vamos fazer o seguinte exercício - enxergar quem vai receber este seu portfólio como se fosse seu cliente, o usuário da sua criação visual.

Pois bem, se sua profissão é baseada em técnicas e ações em Experiência do Usuário (UX), você precisa vender sua imagem muito bem, tornando esta experiência de valor, por meio da apresentação de um portfólio que responda objetivamente o que a empresa procura, sem perder o encanto.

Embora a profissão de UX Designer que continua a crescer a todo vapor, com muitas oportunidades de UX no mercado, isso não anula a necessidade de apresentar um diferencial em relação aos demais candidatos a uma vaga. É ele que dará a você o poder de escolha pelo que realmente interessa e agrega as suas ambições e momento da carreira.

Por falar em diferenciação, é essencial que se saiba a diferença prática de currículo e portfólio:

Currículo: documento padronizado e pouco original;
Portfólio: formato dedicado a demonstrar mais seu potencial em trabalhos já entregues.

Ok, agora que você já entendeu a dinâmica do processo, mãos à obra. Organize os melhores trabalhos já realizados, ou seja, aqueles que realmente alcançaram o objetivo planejado e agrupe eles neste portfólio com criatividade e organização mental/visual.

Estrutura de um portfólio UX

Nesta estrutura, pense sempre na maneira que tudo isso será apresentado. Lembre-se da jornada do passo a passo desta exposição para a empresa recrutadora. Essa elaboração pode significar a diferença entre uma rejeição ou a convocação para a próxima fase do processo da vaga.

Como a área de UX Design possui um leque de habilidades e funções que podem ser relacionadas, outra dica é mostrar suas especialidades em cada contato com tarefas diferentes.

Mencione funções novas em um projeto que participou, as soft skills que desenvolveu durante ele, ações em design de interface do usuário, conhecimentos em programação, a supervisão do desenvolvimento da web, entre outros.

Porfolio UX: melhores dicas para montar o seu

Demonstre excelente nível de profissionalismo e atenção aos detalhes

Você pode usar construtores de sites, como o Wix, mas, é bacana ter o cuidado de registrar um domínio próprio para enviar seu portfólio, com seu nome e sem anúncios ou banners desses sites.

Acompanhe o artigo que, mais para frente, preparamos outras plataformas gratuitas que te ajudarão a criar seu portfólio mais personalizado.

Conte sua história em cada projeto

Não apresente só o resultado final do projeto, coloque explicações resumidas do trajeto que percorreu até chegar ao resultado final. Conte sua história. Afinal, storytelling e UX caminham juntas, não é mesmo?

Para isso, esta estrutura pode funcionar:

1 - o problema a ser resolvido;
2 - áreas envolvidas no projeto;
3 - ferramentas utilizadas;
4 - o processo de superação do problema: wireframes lo-hi, protótipos, esboços, personas, jornadas de usuários e pesquisa;
5 - o que aconteceu depois da entrega.

Transparência quanto ao seu nível de conhecimento

Como em qualquer área, quem está começando e quem já tem um tempo no mercado agregam de maneiras diferentes em uma empresa. Portanto, esta informação precisa estar clara em seu portfólio, para uma melhor análise do recrutador.

Assim, na hora de fazer esse portfólio, se você é nível júnior, é aconselhável focar em projetos simulados, como o redesign do site atual de uma empresa, por exemplo. Neste caso, você vai trabalhar os problemas e situações reais dela e mostrar seu raciocínio e uso das metodologias teóricas para a melhoria dele.

Designers sêniors podem trazer exemplos do trabalho de suas equipes em diferentes projetos, especificando as estratégias usadas, exposição de resultados finais etc.

Agora, se o seu foco é UX Research, crie um portfólio que explore seus processos de análise, elaboração de personas, jornada dos usuários e todas as fases de descobertas que já tenha elaborado.

+ Liderança em UX Design: conheça as principais qualidades deste gestor

Qualidade e objetividade

Na hora de selecionar quais projetos devem ser colocados no portfólio, escolha de dois a quatro que mais se enquadrem à cultura da empresa recrutadora e à vaga disponível.

Para ir direto ao ponto e otimizar a vida do avaliador, estruture seu portfólio com navegação clara para os projetos, sub-rubricas e processos definidos, buscando explicar com exemplos cada etapa dos projetos citados (storytelling).

Sites para montar seu portfólio de UX

Para que tudo dê certo na hora da apresentação, você precisa criar esse portfólio em uma ferramenta mais adequada a sua identidade profissional. Separamos algumas delas, gratuitas, para te ajudar nesta tarefa.

Carbonmade

Simples e fácil de usar, no Carbonmade você cria usando templates prontos, com upload de imagens e textos. Para áudio e vídeo, é necessário assinar um dos planos pagos da plataforma. Com ele, seus projetos podem ficar separados em diferentes álbuns, com a opção de adicionar informações de contato, experiências anteriores e o que mais desejar.

Cargo Collective

O Cargo Collective permite ao usuário escolher entre mais de 30 opções de templates e, se você tiver conhecimentos de HTML e CSS, pode customizá-los. A ferramenta organiza os trabalhos em projetos, com a possibilidade de configurar slideshows e hospedar imagens na nuvem.

Behance

No Behance, você precisa do login de uma conta da Adobe. Nele,você cria portfólio com trabalhos em texto, imagens, vídeos, áudios e mini-currículo.Com ele, é possível dividir seu trabalho em projetos (ou álbuns) e colocar dentro todo o material relacionado a trabalhos específicos.

Coroflot

Além de expor seu trabalho, com o Coroflot você tem como obter dados do tráfego de visitas no seu portfólio, além de acompanhar quais são seus trabalhos mais populares.

Wix

No Wix o usuário precisa ter conhecimento em programação. Mas, é simples de usar (todo em português) e oferece uma série de templates que se adequam a diferentes necessidades profissionais, com personalização. Por isso é importante saber programar.

Na Digital House, os alunos do curso de UX , por meio do Programa de Apoio à Recolocação e as feiras exclusivas (Recruiting Day), têm a experiência de estar cara a cara com as empresas, entendendo, a partir de suas reais necessidades, como ter um portfólio assertivo e a desenvolver essa identidade profissional tão valorizada.