Dia a dia de um PM: o que faz um Product Manager

Dia a dia de um PM: o que faz um Product Manager

Saber o que faz um Product Manager é essencial para quem procura uma profissão em alta dentro do mercado digital. O profissional que é responsável pela entrega de um bom produto para os seus usuários é cada vez mais disputado pelas empresas. Saiba aqui tudo o que você precisa saber para se jogar nessa profissão.

“Os produtos vencedores vêm da compreensão profunda das necessidades do usuário combinada com uma compreensão igualmente profunda do que agora é possível executar com os recursos atuais”

Marty Cagan, Inspired: How To Create Products Customers Love

O que faz um Product Manager?

Gestão de Produtos é a função responsável por todos os aspectos de um produto de software, desde os objetivos estratégicos até os detalhes de experiência do usuário, durante todo o seu ciclo de vida, desde a concepção até o fim de vida.

Mas afinal, o que faz um Product Manager? O PM (Product Manager) é a pessoa que vive na intersecção dos 3 pilares de um negócio - Experiência do Usuário (desejabilidade), Tecnologia (factibilidade) e Negócio (viabilidade). Ou seja, é ele que garante que o time está atuando em uma necessidade real do usuário, e liderando o time na concepção de soluções que sejam possíveis e façam sentido para o negócio como um todo.

Sendo assim, quando você se perguntar o que faz um product manager, tenha em mente que ele é responsável por fazer a conexão entre a estratégia da empresa e as dores dos clientes, por meio de um software - que é continuamente melhorado.


Meu dia a dia atuando como PM: demandas e habilidades

Generalista por essência, o PM precisa saber um pouco de muitas coisas e ter um conjunto abrangente de habilidades - tanto soft skills quanto hard skills. Ou seja, desde oratória e negociação, até análise de dados e modelagem financeira.

Poucos profissionais são tão versáteis quanto um PM, e é exatamente por isso que é uma função em crescimento no mercado, dado que vivemos em um mundo cada vez mais volátil e com necessidade de adaptatividade, diversidade e experiência.

No dia a dia, você acaba atuando em muitas tomadas de decisão, construindo visão e estratégia, administrando o backlog, fazendo pesquisas e benchmarks, definido KPIs e analisando dados, gerenciando stakeholders, entre outras coisas. E se têm duas habilidades que são essenciais para que tudo isso aconteça, são a empatia e a comunicação.

Minha rotina é extremamente dinâmica, e acompanha a velocidade e o dinamismo do negócio como um todo. Tirando os vários compromissos fixos e recorrentes, como cerimônias ágeis com os meus times, alinhamentos com PMs de outros times, stakeholders de Ops, CX, Sales, o resto do meu dia costuma (e precisa) ser bem adaptável.

Quando estou em fases mais intensas de Discovery, dedico mais tempo a ideações, análises, pesquisas e contatos com os meus usuários. Quando estou em fases mais intensas de Delivery, dedico mais tempo a revisões, comunicações e testes. Ambas etapas acontecem em paralelo, o tempo todo, mas a proporção de esforço entre eles flutua rapidamente.

Isso tudo falando só do que é previsível - parte do meu tempo também é ocupada dando suporte a eventuais problemas e urgências que aparecem. Mas o fato é, os dias nunca são iguais uns aos outros, e isso traz uma carga enorme de adrenalina e aprendizado, mas também exige muita organização e resiliência, além de um apetite pelo erro - que até certo ponto faz parte e é reflexo desse modo de trabalho, então é preciso estar aberto a isso e extrair sempre algum aprendizado.

Quais os principais desafios de um Product Manager?

Pelas responsabilidades e atribuições, muitos dos desafios de um PM estão na formação e manutenção da cultura de produto dentro de um time. E como qualquer processo cultural, é feito em pequenos e constantes passos para que seja consolidado.

Por isso, é extremamente importante que você saiba liderar e goste disso - caso contrário, existe um sério risco de que as coisas não saiam do lugar. O time é a peça chave para essa engrenagem toda rodar, então não esqueça de construir bons relacionamentos com todos e fazer tudo o que estiver ao seu alcance para que eles estejam motivados e alinhados.

“Grandes equipes de produtos são formadas por pessoas comuns que são empoderadas e inspiradas

Marty Cagan, Inspired: How To Create Products Customers Love

Estamos em um mundo cada vez mais volátil, então é inevitável que a empresa também seja um organismo vivo em constante evolução. Pessoas entram e saem, times se formam e se desmancham, produtos nascem e morrem. Mas no meio de todas essas mudanças, os valores, o propósito e a cultura do time devem se manter para que todo esse dinamismo e incerteza sejam impulsionadores ao invés de destruidores.

Por experiência própria, ao longo dos meus até então 7 anos de carreira (feels like 30), vivenciei e fui parte de uma série de mudanças nas empresas em que passei, e que só deram certo por fomentar e consolidar culturas de produto dentro dos meus times.

Como o curso de Gestão de Produtos Digitais vai te ajudar?

Se você tem interesse em migrar para uma carreira em produto, o curso de Gestão De Produtos Digitais (GPD) irá te dar uma base de conhecimento das diversas áreas necessárias para que isso aconteça, e mais importante, fazer a conexão entre todas as pontas para que você tenha uma visão holística do negócio. É um ótimo ponto de partida para quem ainda não tem tanto contato com o universo de gestão de produtos.

Ao longo do curso, com o Projeto Integrador, os alunos também têm a oportunidade de colocar em prática o que aprenderam, o que também serve de treinamento para fazer alguns cases de produto em processos seletivos.

5 conselhos para se tornar um product manager

Se aproxime das tomadas de decisão

Mesmo se você não tiver um papel direto na tomada de decisão dentro do seu time, esteja próximo das pessoas que têm. Questione e tente entender o racional por trás de cada uma das decisões, e procure aos poucos ganhar espaço para introduzir as suas próprias ideias e considerações.

Entre em contato com o usuário

Você é usuário do produto da sua empresa? Mesmo se for, entre em contato com outros, de preferência com perfis bem diversos. Faça perguntas relacionadas ao contexto do produto e tente enxergar o mundo com os olhos dele. Entenda suas dores, anseios, frustrações - mas também suas alegrias, motivações e vontades. Exercite a sua empatia.

Não tenha medo de errar

Arrisque fazer coisas novas, o tempo todo. Experimente, veja o que funciona e o que não funciona. Não existe mal nenhum em errar, desde que o processo até o erro seja consciente e que gere algum aprendizado no final. No seu futuro como PM, você ainda errará - e muito - mas está tudo bem, faz parte do job.

Procure por problemas

Seja um eterno curioso. Procure identificar os problemas antes deles aparecerem. Use e analise o produto da sua empresa e também de outras - preferencialmente concorrentes - e entenda pra que serve cada funcionalidade, que necessidade ela está resolvendo. Veja o que pode melhorar e/ou o que você faria diferente, anote, rabisque, compartilhe.

Exercite o mindset lean

Escolha alguma coisa na sua vida em que você veja um objetivo de longo prazo. Comece entendendo como medir o seu progresso, e depois quebre esse objetivo em passos menores - não se preocupe em saber todos eles, uns 2 ou 3 iniciais já estão ótimos. Tente executá-los, veja se dão certo ou não, e vá iterando e revisando esse plano continuamente ao longo do tempo. Teste, intere e aprenda. Mude o trajeto conforme necessidade, mantendo sempre o objetivo final.

Entenda o que faz um Product Manager na prática

Agora que você aprendeu o que faz um Product Manager, é muito provável o seu interesse nessa profissão tão requisitada. No curso de Gestão de Produtos Digitais da Digital House você aprende a estabelecer a estratégia e o roadmap de desenvolvimento de produtos na prática, além de aprender a como comunicar o valor do produto e estruturar seu modelo financeiro. Com nossas aulas no formato remoto 100% ao vivo, você se forma um profissional pronto para ingressar no mercado e atuar em diversas áreas do mercado digital.


Leia mais no blog DH:

+ Gestão remota: como manter times engajados em tempos de home office?

+ Futuro do trabalho: o que a tecnologia não substitui?

+ Foco no cliente: entenda o que é um negócio customer centric

E aí, já segue a gente no Twitter? Vem pra rede, vamos conversar sobre habilidades digitais! ;)