Conceitos básicos do React no Javascript: o que é e para que serve

Conceitos básicos do React no Javascript: o que é e para que serve

O React é uma verdadeira mão na roda no mundo do desenvolvimento web. Em linhas gerais, ele é uma biblioteca JavaScript, e isso representa muitas vantagens em sua aplicação.

Se você não tem a menor ideia do que estamos falando, ou lembra vagamente, recomendamos que antes leia nosso artigo sobre linguagens de programação para iniciantes e este outro sobre as mais procuradas.

Ok, agora vamos lá explorar o React.js, como é conhecido no meio.

O que é React.js?

React.js é, portanto, uma biblioteca de JavaScript, open source, utilizada para construir user interfaces, nomeadas para aplicações de página única.

O diferencial do React é ser rápida, escalável e simples, podendo ser usada com outras bibliotecas ou frameworks de JavaScript, como o Angular JS. Essa amplitude de funcionalidades e sua forma descomplicada de realizar processos são os responsáveis pela ferramenta ser tão buscada pelos programadores.

Criada pelo engenheiro de software, Jordan Walke, o React.js lida com a camada de visualização para aplicações web e móveis. A ferramenta permite a criação de componentes de UI reutilizáveis.

Assim, possibilita aos desenvolvedores criarem aplicações web, tendo a facilidade de alterar elementos ou os dados exibidos, sem recarregar a página. Por exemplo, o número de likes de uma rede social pode aumentar ou diminuir sem a necessidade de realizar o refresh na página.

+ O que eu posso fazer utilizando Javascript?

React.js benefícios - o conceito na prática

Agora, entenda um pouco mais sobre a aplicação dos benefícios do React.js , em comparação às outras tecnologias competitivas ou frameworks.

➜ É mais simples de entender de uma forma imediata que as demais ferramentas do tipo, pois sua abordagem é baseada em componentes. Assim, construir uma página web profissional e aplicações móveis suportáveis torna-se mais acessível para programadores principiantes.

➜ É mais fácil de aprender. Basta ter conhecimento básico em programação (HTML e CSS). O Angular, por exemplo, implica mais conhecimento específico em linguagens.

➜ Tem abordagem nativa (React Native), o que significa que suporta a reutilização extensiva de código. Logo, você pode fazer aplicações para IOS, Android e web.

➜ Utiliza Data Binding, ou seja, usa ligação de dados unidirecional e arquitetura de aplicação Flux, que controla o fluxo de dados para os componentes por meio de um ponto de controle, o dispatcher. Traduzindo: fica fácil depurar componentes, mesmo com grandes aplicações React.js.

➜ A testabilidade também é outro ponto forte. Nele, as visualizações React podem ser manipuladas com o estado que se passa para a visualização React.js, acompanhando as ações e eventos acionados, funções etc.

Agora que você já tem noção de alguns conceitos básicos desta ferramenta, entendeu por que vale a pena aprender React.js, não é mesmo?

Basicamente, ele torna as aplicações mais eficientes e divertidas. Esta equação resulta em mais usuários satisfeito e seu produto ou serviço cumprindo sua missão.

Aprenda a dominar este framework de JavaScript e muitos outros no curso de Web Full Stack, da Digital House, a escola que aposta na educação para transformar a sua vida, por meio da tecnologia.