Computação em nuvem: o que é AWS e como funciona a plataforma de armazenamento da Amazon

Computação em nuvem: o que é AWS e como funciona a plataforma de armazenamento da Amazon

Sabia que 70% das empresas aumentaram ou mantiveram gastos com Transformação Digital em meio à pandemia? Isto é o que indica o estudo Digital Transformation Investment 2020. Esse apontamento só reafirma a importância dos serviços de armazenamento em nuvem, um ponto fundamental na Era Digital, e por isso vamos explicar o que é AWS e como funciona.

Para uma empresa se tornar digital, na prática, um dos primeiros passos mais significativos é a migração de seus dados para a nuvem, ou cloud computing. Só assim, armazenados em plataformas seguras e de muito espaço, funcionarão perfeitamente, rodando as tecnologias desenvolvidas e as que ainda estão por vir.

Neste artigo, você vai compreender como a plataforma em nuvem da Amazon, a AWS (Amazon Web Services), propõe ajudar nesta missão, atendendo vários modelos e portes de empresas.

O que é AWS?

A cada nova tecnologia que chega ao mercado, consumidor e empresas esperam serviços que tornem suas rotinas mais digitais, ágeis, e, de preferência, seguras.

Um dos componentes indispensáveis para isso é o cloud, serviço com mil e uma utilidades. As vantagens no armazenamento em nuvem é uma lista interessante e engloba benefícios como permitir que arquivos sejam guardados, acessados de qualquer lugar e compartilhados sem depender de HDs externos e toda uma gama de sistemas físicos de segurança.

Nesse terreno de inovação, ou seja, quando a tecnologia realmente atende e facilita a vida do ser humano, a AWS se destaca. Trata-se de um provedor de serviços online para websites ou aplicações cliente/servidor, baseado em nuvem.

Diferenciais do armazenamento em nuvem AWS

Desde 2006, a nuvem AWS, com 66 zonas de disponibilidade em 21 regiões geográficas do mundo, vem crescendo. Entre as vantagens desta plataforma, é possível se destacar 5 principais:

1 - Diversidade de serviços de armazenamento na nuvem, incluindo aplicativos e arquivamento;

2 - Segurança, pois possui várias camadas de segurança física e operacional que garantem proteção e integridade dos dados;

3 - Liberdade de escolher a plataforma de desenvolvimento, assim como o modelo de programação que se adeque melhor a sua realidade;

4 - Agilidade e elasticidade, já que tem um suporte de nuvem global que torna possível mudar, experimentar e interagir quase que instantaneamente;

5 - Previsibilidade de investimento, pois com AWS o usuário paga por aquilo que usa, não por um pacote preestipulado pela empresa.

Como funciona a Amazon Web Services?

A plataforma da Amazon, AWS, procura atender diversos tipos de necessidades, e, para isso acontecer, oferece os seguintes serviços:

Amazon EC2: um Web Service projetado para facilitar a computação em nuvem na escala da web aos desenvolvedores;

Amazon S3: Amazon Simple Storage Service (Amazon S3) é um serviço de armazenamento de objetos que promete escalabilidade, disponibilidade de dados, segurança e performance. Ou seja, clientes de vários portes e setores podem armazenar qualquer volume de dados, em uma grande variedade de casos de uso;

Amazon Aurora: consiste em um banco de dados relacional compatível, criado para cloud, com performance e disponibilidade de um banco de dados comercial avançado, mas com a simplicidade e economia de um banco de código aberto;

Amazon DynamobDB: oferece desempenho de milissegundos com um dígito em qualquer escala. Para se ter uma ideia da grandeza de seu armazenamento, pode processar mais de 10 trilhões de solicitações por dia, além de comportar picos de mais de 20 milhões de solicitações por segundo;

Amazon Relational Database Service (RDS): facilita a configuração, a operação e a escalabilidade de bancos de dados relacionais na nuvem, pois tem capacidade redimensionável que automatiza tarefas demoradas, como provisionamento de hardware, configuração de bancos de dados, aplicação de patches e backups;

Amazon Lambda: com ele, é possível executar códigos sem provisionar ou gerenciar servidores;

Amazon Virtual Private Cloud: ele permite controle total sobre o ambiente de redes virtuais, incluindo a seleção do seu próprio intervalo de endereços IP, a criação de sub-redes e a configuração de tabelas de rotas e gateways de rede.

Cloud computing na Transformação Digital

As soluções em cloud têm se mostrado essenciais para os setores público e privado. A cada dia que passa, o cerco fica menor para quem não se adequa.

Um estudo da consultoria Gartner constatou que até o final deste 2020, cloud computing deve crescer 17% no setor público. E, até 2022, cerca de 60% das organizações mundiais usarão esse tipo de serviço.

E a pergunta chave é: essa Transformação Digital chegou à sua carreira?

Conheça nosso portfólio completo de cursos focados em habilidades digitais - entre eles, o de Cloud Architect, que fala bastante sobre cloud - e aprenda com especialistas do mercado. Aulas remotas, 100% ao vivo: entenda melhor a metodologia da Digital House e invista no seu futuro.