O que é netnografia e como ela é utilizada na área de UX?

O que é netnografia e como ela é utilizada na área de UX?

Durante a infância, a maioria das pessoas aprendia nas aulas de história sobre os pesquisadores que estudavam a vida de determinadas tribos, como os indígenas. Isso porque, para eles, a observação não era suficiente. Era preciso integrar o cotidiano do seu público para entender melhor os seus hábitos e necessidades.

Com a transformação digital constante, o mercado passou a sentir mais a necessidade de pesquisar a fundo sobre as necessidades dos públicos, para trazer soluções mais assertivas aos produtos e/ou serviços. Sendo assim, aprenda neste artigo o que é netnografia e o porquê desta ser uma poderosa ferramenta na área de UX. Vem com a gente!

O que é netnografia?

Para compreender melhor o que é netnografia, é preciso analisar o conceito de etnografia. O termo é formado pelas palavras gregas ethnos (nação) e graphein (escrita), ou seja, é a descrição de um povo a partir do ponto de vista cultural.

Essa é uma abordagem muito utilizada na área de Ciências Sociais, onde o pesquisador estabelece contato com um público para coletar informações.

Mas qual a relação desse significado com o tema do artigo? A netnografia, nada mais é, do que a etnografia aplicada no campo digital. São inúmeras comunidades virtuais e perfis de usuário com diferentes necessidades, dores e comportamentos, que tornam a internet um ambiente ideal para análises.

E isso pode acontecer em diferentes canais. Uma loja virtual, por exemplo, pode ser uma grande fonte de estudo. As diferentes jornadas de compra, desde o momento em que ele demonstra interesse por um determinado produto e/ou serviço até recebê-lo, de fato, pode estar repleto de informações relevantes e valiosas para uma marca entender melhor o seu público.

Por que implementar a análise netnográfica em UX?

Como comentamos, a evolução tecnológica afetou o comportamento das pessoas, o que exige muito mais criatividade das empresas que querem atingir seu público assertivamente.

Nesse sentido, considerando o início de qualquer processo de UX, é necessário planejar. Isso quer dizer que as empresas devem entender qual é o objetivo de sua pesquisa netnográfica e quais são os problemas e necessidades que irá solucionar. Somente assim o resultado final será eficaz.

Essa compreensão do comportamento digital abrange tanto as interações entre os clientes que fazem parte do público-alvo, como os comentários nas redes sociais em publicações, por exemplo, e o contato entre esses integrantes e a própria empresa, através de feedbacks, formulários, entre outros meios.

Para ajudá-lo a compreender melhor, destacamos duas grandes vantagens de aplicar a netnografia no processo de UX. Veja:

Otimização das personas

Como já comentamos, o conceito de público-alvo ganhou uma assertividade maior com o surgimento da técnica de personas. A netnografia é a aliada ideal para elaborar um personagem ficcional baseado em dados reais, evitando possíveis erros.

Desenvolvimento de estratégias

Com o estudo do comportamento no ambiente digital, naturalmente surgirão insights no planejamento e elaboração de estratégias inseridas na realidade do seu público-alvo. A netnografia é indicada para todo e qualquer processo de tomada de decisão que impacte no relacionamento entre marca e pessoas.

Você possui o interesse de vivenciar na prática os projetos de desenvolvimento de soluções para problemas, utilizando o UX Design no dia a dia profissional? O curso de Experiência do Usuário (UX) da Digital House é a opção perfeita para proporcionar todo o conhecimento necessário de todas as ferramentas na prática, incluindo a netnografia.

Esteja pronto para atuar e fazer a diferença em grandes empresas! Todas as aulas são online, 100% ao vivo e ministradas por professores que estão neste mercado. Inscreva-se agora mesmo e impulsione sua carreira!

Aplique a metodologia da melhor forma :-)

Temos duas recomendações de ouro para você aplicar a netnografia da melhor forma e estudar os consumidores online da sua empresa. A primeira é a segmentação do seu público. Isso porque, quanto mais diverso ele for, as chances de fechar um negócio se tornam cada vez maiores. Mergulhe a fundo na realidade de todos eles.

A segunda dica é pesquisar a fundo quais são os canais que os seus públicos estão e interagem. A partir disso, pode acontecer, por exemplo, uma parceria com um influenciador digital que domine um assunto em um determinado canal para aumentar o engajamento do seu consumidor com a marca de maneira eficiente e inovadora.

Neste artigo, você entendeu a importância da netnografia para a compreensão mais abrangente do comportamento do consumidor online. Que tal aprender mais sobre o universo da pesquisa dentro de UX? Recomendamos que leia nosso artigo sobre o que é UX Research e como planejar a estratégia da melhor forma.

Fique por dentro das novidades do mercado tech. Assine nossa newsletter