O que é um mood board e como utilizá-lo na área de UX Design?

O que é um mood board e como utilizá-lo na área de UX Design?

Proporcionar boas experiências de usuário, comunicar-se com a equipe da melhor forma, alinhar expectativas, evitar frustrações, explicar ideias e planejar estratégias. Essas são algumas das diversas responsabilidades que os profissionais de desenvolvimento de produtos e serviços digitais possuem.

Neste contexto, quando há metodologias e técnicas que facilitam todos esses processos, é importante compartilhá-las. E é por isso que hoje falaremos sobre o mood board neste artigo. Continue acompanhando.

O que é um mood board?

O mood board ou painel semântico, como também é conhecido, é uma estrutura física ou digital formada por elementos visuais, como imagens, vídeos, vetores, ilustrações, entre outros recursos, que traduzem, de alguma maneira, a essência de projetos, produtos, marcas, entre outros exemplos.

A técnica é muito utilizada na estruturação de ideias e popular não só no campo do design, mas para qualquer tipo de profissão que envolve criatividade. O Pinterest é um exemplo vivo disso e de como é eficaz, considerando o sucesso que alcançou nos últimos anos e a alta visibilidade de suas páginas.

Diferentemente do wireframe e protótipo, o mood board não mostra um produto final já elaborado. Ele dá um tom a um determinado projeto, trazendo emoções, inspirações e tangenciando conceitos abstratos, através de elementos visuais às equipes e clientes.

Exemplo de mood board no Pinterest

Por que usar a técnica e quais são os seus benefícios?

O mood board é uma metodologia fácil, barata e acessível para as empresas. Além disso, se usada corretamente, pode ser aquela mão na roda que você precisava há tempos e nem percebia. Para deixar os benefícios ainda mais claros, separamos três motivos significativos para considerá-lo no início de todos os seus projetos daqui para frente. Veja:

Desenvolvimento da comunicação

Em qualquer início de projeto, muitas das ideias e objetivos são abstratos, ou seja, não possuem uma estrutura limitada. Isso pode tornar mais complicada a comunicação entre equipes, colaboradores e clientes.

Isso porque cada um possui seu ponto de vista, suas referências e expectativas, gerando chances de conflitos desnecessários, que não agregam ao processo criativo.

Sendo assim, criar um mood board é uma ótima solução para evitar desgastes e estruturar uma comunicação favorável de ideias. As palavras em si podem não ser suficientes para que as pessoas moldem uma imagem sobre um projeto em suas mentes, mas os elementos visuais, junto à paleta de cores servem como um guia, que auxilia no aprofundamento de detalhes e compreensão das ideias propostas da melhor forma.

Uma ótima maneira de desenvolver confiança em clientes é fazer com que se sintam imersos e envolvidos em um projeto. Ao criar um mood board colaborativo, os profissionais podem entender seus gostos e preferências de uma forma mais assertiva, além de alinhar melhor quais são suas expectativas.

Buscar inspiração

É normal que os profissionais que trabalham com a criatividade nem sempre tenham uma inspiração formada para seguir com o seu trabalho. Isso porque, todos os dias, há sempre muitas demandas a serem cumpridas, com prazos e metas estruturadas.

No entanto, esses processos podem ser facilitados se houver um lugar, alinhado com os objetivos e expectativas do projeto, para recorrer em busca de novas inspirações e insights. E é aí que o mood board entra em jogo!

São elementos visuais, como fotos, textos, ilustrações, interfaces, paleta de cores, entre outros, que ajudam os profissionais de criação a encontrar o tom, o humor e a emoção necessária para o resultado final.

Contribuir para trabalho em equipe

O mood board é uma alternativa muito interessante para times de criação, haja vista que os painéis permitem que todos estejam alinhados e comprometidos com as mesmas referências, mantendo o trabalho coletivo em ordem.

Além disso, todos os membros de uma determinada equipe podem colaborar com suas ideias, adicionando diferentes pontos de vista ao projeto de maneira simplificada e assertiva, pois os demais já possuem uma linha de raciocínio predefinida e alinhada para entender se as alterações ou complementos são válidos.

Como ele pode ser aplicado na área de UX Design?

Em qualquer projeto de UX Design sempre há um momento para definição do estilo de um produto digital, com o objetivo de proporcionar a melhor experiência de interação para o usuário final.

Neste contexto, a escolha da paleta de cores, a fonte dos textos e o estilo de interface são essenciais para um bom desenvolvimento. E é aí que o mood board entra para ajudar na definição de aspectos que transformam essas ideias em algo único! Os painéis com os elementos visuais são uma ótima alternativa para aumentar a produtividade e fortalecer o engajamento na colaboração de um time.

Você possui interesse em vivenciar o desenvolvimento de projetos para solução de problemas, utilizando UX Design no dia a dia profissional? O curso de Experiência do Usuário (UX) da Digital House é a melhor escolha para proporcionar a você todo o conhecimento necessário de diferentes ferramentas e técnicas na prática, resolvendo problemas reais de grandes empresas do mercado.

As aulas são online, 100% ao vivo e ministradas por professores que estão no mercado. Inscreva-se agora mesmo e garanta o seu sucesso profissional!