Marketing Sazonal: 5 regras básicas para aumentar vendas nas datas comemorativas

Marketing Sazonal: 5 regras básicas para aumentar vendas nas datas comemorativas

Com tudo que já aconteceu, 2020 deve entrar pra história como ano que passou mais rápido e, ao mesmo tempo, lentamente. Mas apesar de todos os altos e baixos que tivemos ao longo dos meses, o fato é que o marketing na Black Friday chegou e nenhuma empresa pode se dar ao luxo de perder esta data.

Para o período, convidamos Hugo Rosso, Diretor Acadêmico da DH, para compartilhar seu conhecimento sobre a época. Vamos lá?

Perspectivas para o marketing na Black Friday 2020

Os dados apontam que a data sazonal será das boas, principalmente para quem vende online. Estudos (como este publicado pela Conversion) indicam que os consumidores possuem uma maior intenção de compra que nos anos anteriores, com perspectiva de aumento de vendas em praticamente todas as categorias de produtos.

Mas para que você não perca mais tempo e possa aproveitar e vender mais na Black Friday, montamos essas dicas do que é possível fazer até a data:

#1. Defina suas ofertas

Para se ter sucesso no marketing na Black Friday, é fundamental oferecer descontos reais. Para isso, é importante que tenha em mente quais são seus custos (operacionais, impostos, frete, taxas financeiras, custos de marketing e custo do produto).

Com estes dados em mãos, monte uma planilha de Excel com essas informações, determine uma margem mínima (que pode até ser negativa, caso seu objetivo durante a Black Friday seja conquistar novos clientes) e faça alguns ensaios sobre cada um dos produtos.

Aproveite este momento de planejamento para entender como seus produtos estão posicionados ao longo de sua Curva ABC e identificar aqueles que estão parados há muito tempo no estoque e oferecer melhores descontos neles, fazendo assim seu capital girar e abrindo espaço para produtos de melhor rentabilidade e/ou giro.

Mais estratégias para a Black Friday:

➜ Descontos nos produtos ou serviços;

➜ Descontos progressivos (maior percentual de desconto conforme a quantidade comprada);

➜ Pacotes (como “compre 4, pague 3” ou pacotes com produtos complementares);

➜ Frete grátis;

➜ Desconto para pagamento à vista (boleto ou cartão de crédito);

➜ Parcelamento sem juros, e;

➜ Brindes.

#2. Ajuste processos operacionais

O sucesso da Black Friday está nos detalhes, portanto, não se esqueça de:

Prazo de vencimento do boleto bancário (ajustar para o mesmo dia ou, no máximo, próximo dia útil): isso ajudará a aumentar o senso de urgência do comprador e diminuirá o tempo que os itens ficarão reservados em estoque.

Prazos de entrega: com o grande volume de vendas esperado para a data, pode acontecer de sua equipe de logística precisar de mais tempo para cuidar do manuseio e postagem dos pedidos, assim como podem haver atrasos por parte dos Correios e transportadoras.

Para evitar essas situações e, consequentemente, evitar reclamações ou um aumento no volume de atendimentos, ajuste seu comunicação para os clientes e, se for caso, aumente seus prazos de entrega.

IMPORTANTE! O prazo de entrega é um dos fatores de decisão dos clientes, portanto, o aumente apenas se for  realmente necessário.

Estoque: garanta que os itens disponibilizados para venda realmente estão em estoque ou que você possui uma reserva operacional garantida junto aos seus fornecedores, evitando assim, vender itens sem estoque disponível.

Atendimento ao cliente: durante todo o período de vendas da Black Friday, mantenha uma equipe de atendimento disponível para tirar todas as dúvidas dos potenciais compradores. Isso aumentará suas chances de gerar vendas.

#3. Explore sua base de clientes

Se você já vende online, já tem uma base de clientes, conhece seus históricos de compras e já possui uma relação de confiança pré-estabelecida. Se você utilizar um CRM, segmente sua base de clientes e envie para eles ofertas condizentes com as compras anteriores realizadas.

Caso não ainda não use um CRM, fazer esse trabalho de segmentação será bem mais difícil. Neste caso, vale pensar em um e-mail marketing contendo um compilado de suas melhores ofertas.

Também aproveito para deixar aqui um material criado pela Resultados Digitais com 60 dicas de E-mail Marketing para trabalhar em campanhas.

#4. Trabalhe com anúncios de forma inteligente

Para o marketing na Black Friday, os anunciantes vem preparando suas campanhas há semanas, o que faz com que seja muito difícil conseguir competir e atingir bons resultados ao resolver isso em um curto prazo.

Portanto, mais do que nunca, é importante saber onde devemos nos posicionar para sermos competitivos. Aqui vão algumas dicas:

Branded Search (Google Ads): o foco aqui é garantir que os clientes que já conhecem sua marca, ao procurarem por ela durante a Black Friday a encontrem rapidamente.

Esse é um tipo de busca barato (uma vez que sua marca tende a ser única) e com boa taxa de conversão. Aproveite para adicionar sitelinks aos seus anúncios, tanto para destacar benefícios, quanto para direcionar os clientes para as páginas de ofertas.

Remarketing (Google Ads, Facebook e Instagram): busque ter campanhas que impactem as pessoas que já visitaram seu site recentemente e trabalhe com criativos que destaquem as ofertas disponíveis.

Google Shopping: se sua plataforma de e-commerce possuir integração com Google Shopping, garanta que ela está ativada e que seus anúncios estão rodando corretamente.

#5. Monitore ao longo do dia

Ao longo de toda Black Friday, monitore os preços de seus concorrentes e, se possível, ajuste suas ofertas para manter-se competitivo e não perder vendas.

Se a característica de seu negócio for de gerar vendas recorrentes ou um serviço de assinatura, leve em consideração o LTV (Lifetime Value) de seus clientes, ao invés de basear-se apenas na rentabilidade da primeira venda.

Banner convidando os leitores a conhecerem a biblioteca DH com conteudos gratuitos

Quer renovar seus conhecimentos em marketing digital?

As estratégias do marketing digital na Black Friday podem fazer a diferença dentro de um negócio, mas indo além, toda empresa precisa de um plano de ação anual, dentro e fora de datas sazonais.

No curso de marketing Digital da Digital House, nossos professores te ensinam a criar ações, estratégias e entender seu público a fundo. Aprenda do básico ao avançado com especialistas de mercado!

Leia mais no blog DH:

+ SEO para blog: lista de boas práticas para otimizar seu conteúdo

+ Brand Personas: o que são e como fazer?

+ Estratégia para gerar leads: do básico ao avançado

E aí, já segue a gente no Twitter? Vem pra rede, vamos conversar sobre habilidades digitais! ;)