5 Livros de UX que complicarão sua vida para sempre

5 Livros de UX que complicarão sua vida para sempre

Essa frase foi atribuída pelo músico Charles Mingus. Expoente do jazz, Mingus ficou conhecido por ser meio bravo, mas deixou um legado artístico e profissional que marcou o mundo. O jazz desconstrói a música para reconstruí-la. O design faz o mesmo com produtos e serviços, e por isso livros de UX são tão importantes para se aprofundar no assunto.

Se você está paquerando um curso de UX aqui na Digital House, vou antecipar que estudar design é aprender a complicar coisas — para depois simplificá-las.

Entretanto, não é complicar de qualquer jeito. Existem técnicas para isso. O duplo diamante é uma das mais famosas, mas você vai aprender várias. Aqui tem os cinco livros de UX que eu gostaria de ter lido quando comecei nesse mundo complicado e perfeitinho.

Alguns dos melhores livros de UX para estudar

Estudar e nos dedicarmos a adquirir conhecimentos é essencial para todas as áreas. Com UX não é diferente. Por isso, os livros de UX são sempre uma ótima alternativa tanto para quem está começando nesse mundo, quanto para quem já está no UX há muito tempo. É preciso se atualizar sempre.


Introdução e boas práticas em UX Design: um dos melhores livros de UX para quem começou agora

O livro, de Fabrício Teixeira, é cheio de exemplos práticos e reais de sucesso e insucesso de diferentes sites. Esse livro curtinho e gostoso de ler é especial para quem está começando carreira.

Antes era comum recomendarmos começar pela leitura do clássico “Não me faça pensar”, mas agora esse livrinho cheio de boas práticas é um agradável novo começo de carreira. Esse é um dos melhores livros de UX, e está disponível na Amazon.

Direto ao Ponto: Uma leitura leve e completa

O livro de Paulo Caroli é uma das leituras mais leves e completas sobre design que já tive até hoje. Responde de uma forma muito prática como implementar o trabalho de pesquisa, planejamento e desenvolvimento, trazendo de forma muito concreta alguns conceitos bem abstratos.

Dá pra ler rapidinho e aprender um montão. Como o livro anterior, você também pode adquirir na Amazon.

Design Centrado no Usuário: um livro básico, curto e pertinente

Não se deixe enganar por essa capa. O livro, de Travis Lowdermilk, é basicão, curto e completinho. Trás muito da parte conceitual e poucos exemplos práticos, mas passa por todos os pontos centrais da experiência do usuário.

Aborda os parâmetros mais importantes desde a entrevista preliminar até o feedback, passando por definição de propósito, criação de experiência e avaliação de protótipo. Dá pra ler em um sentada e é bacana ter para consultar. Na Amazon.

HOOKED: O livro de UX que mostra a força do hábito

Hooked é o livro que o próprio autor, Nir Eyal, queria ter lido quando começou na área.

Neste livro, ele apresenta um processo de quatro etapas (gatilho, ação, investimento e recompensa), que pode ser incorporado aos produtos e serviços de muitas empresas para estimular comportamentos e atingir resultados sem depender de mensagens agressivas ou muita publicidade. O livro está disponível na Amazon

Design do dia-a-dia: O livro do pai da UX

O Donald Norman é considerado o pai da UX e terminar essa lista de livros de UX sem indicar nada dele faria a polícia do UX bater aqui na minha casa. Esse ainda é um dos livros mais importantes no assunto e está envelhecendo muito bem pela sua conexão com a psicologia.

Nesse livro, ele explica porque objetos do cotidiano — cadeiras, bules, computadores e telefones — são projetados da maneira como são e isso dá uns insights bem legais sobre as pessoas e a forma como elas fazem as coisas que fazem. Você pode adquirir o livro na Amazon.

Dica extra: Indistraível, um manual inverso da UX

Esse livro é a prova que o antídoto nasce a partir do veneno. Depois de entregar uma perigosa fórmula para grudar as pessoas em plataformas digitais, o autor escreveu esse manual no caminho inverso, para compensar o “estrago” causado pelos algoritmos e redes sociais.

A capacidade de desconexão é uma prática preciosa para que você possa ler todas essa dicas que te passei. A lição mais importante desse livro é que para viver a vida que queremos não basta só fazer as coisas certas, mas também é preciso deixar de fazer as coisas erradas.

Leia mais no blog DH:

+ Guia de Product Discovery: passo a passo e importância do processo para o seu Produto

+ Etnografia no UX: como entender a relação do consumidor com produtos e serviços

+ Prototipagem: 5 ferramentas de prototipação que você precisa conhecer

E aí, já segue a gente no Twitter? Vem pra rede, vamos conversar sobre habilidades digitais! ;)