Javascript front-end: guia de como a linguagem atua no desenvolvimento

Javascript front-end: guia de como a linguagem atua no desenvolvimento

Hoje em dia, o Javascript é a linguagem mais utilizada para desenvolvimento web e é suportada por todos os grandes navegadores do mercado (Firefox, Chrome, Edge e Safari), sem a necessidade de instalação de plug-ins para seu uso. Por conta de sua popularidade, é necessário saber a sua importância no desenvolvimento e, hoje, falaremos especificamente do Javascript front-end. Continue acompanhando!

Como atuar com Javascript front-end?

Primeiro de tudo, é necessário entender sobre o assunto o faz um desenvolvedor front-end. Desta forma, o profissional de programação é responsável por criar a interface de utilização de um site ou uma aplicação web.

Toda a montagem da estrutura da página, como o cabeçalho, colunas, rodapé e imagens são realizadas pelo web developer, além da estilização da página, com cores e fontes e a dinâmica de navegação entre as páginas, de forma que o usuário navegue com fluidez e tenha uma ótima experiência.

Os dispositivos móveis também fazem parte dessas necessidades, considerando o alto uso de smartphones pelas pessoas. Sendo assim, o desenvolvedor que atua com Javascript front-end também trabalha com a responsividade dessas páginas, redimensionando todo o conteúdo, de acordo com o tamanho da tela, para que esses usuários também tenham uma boa experiência de uso.

Para que todas essas configurações aconteçam, o profissional deve ter o domínio de algumas bases essenciais, que estão por trás dos frameworks, e o Javascript é uma delas.

Desenvolvimento front-end sem o conhecimento sobre Javascript é a mesma coisa que um jogador de futebol sem saber as regras do esporte. É uma linguagem de programação popular no front-end, utilizada no mundo todo e que tem orientação a objetos.

Qual é a diferença entre o desenvolvimento front-end e back-end?

Considerando uma aplicação web, o front-end é tudo o que aparece para o cliente, a camada exibida no navegador. Todos os itens que podem ser interagidos ou manipulados pelos usuários e utilizados para coletar sua entrada em um sistema são front-ends.

Já o back-end é o lado do servidor. Ele recebe as entradas do sistema feitas pelos usuários no front-end, realiza um processamento e retorna uma saída que será exibida mais uma vez ao usuário pelo front-end.

Existem várias linguagens que podem ser usadas tanto no front-end quanto no back-end e o Javascript é uma delas, podendo-se usar e padronizar o sistema como um todo na mesma linguagem, sendo vantajoso para se trabalhar e fazendo com que a importância e a popularidade da linguagem cresçam cada vez mais.

5 dicas para quem quer se tornar um desenvolvedor Javascript front-end

Achou bacana esse campo de trabalho? Pois nós ainda vamos dar 5 dicas para te ajudar a se tornar um desenvolvedor.

1) Tenha calma:

Toda semana, novos frameworks, bibliotecas e novas tecnologias em Javascript são lançadas no mercado. É preciso ter paciência e não se desesperar em saber tudo.

Foque primeiro no aprendizado da linguagem em si. No mercado, os profissionais costumam apenas arranhar a linguagem, conhecendo alguma especialidade ou outra, geralmente com a interface DOM ou a biblioteca React Native do Facebook. Entretanto, o Javascript é muito mais do que isso, é um campo muito vasto.

2) Leia livros:

Ler livros é inevitável para quem quer aprender Javascript de verdade, pois são as melhores referências para adquirir conhecimentos técnicos.

3) Participe de fóruns e faça networking:

Os fóruns possuem muitas discussões de alto nível, onde você pode aprender com quem já está no mercado e ajudar outros que estão começando, quando você já tiver certa experiência. Às vezes, até propostas de emprego surgem desse networking que você faz nas redes. O Front-End Brasil é um exemplo de fórum da área de Javascript front-end.

4) Participe de projetos open source:

Se você nunca programou e quer aprender, é extremamente importante que participe de projetos open source para entender todo o processo de desenvolvimento Javascript front-end na prática. No Github, por exemplo, você pode participar de algum projeto aberto em grandes empresas, como a Google ou a Microsoft, por exemplo.

5) Um bom curso pode ser uma ótima opção para ter uma base:

Por fim, não poderíamos deixar de falar sobre o curso da Digital House de Desenvolvimento Web Full Stack que oferece toda a base necessária para que você aprenda programação e domine o Javascript. Além do mercado estar carente de profissionais da área, um bom certificado pode ser um diferencial e a porta de entrada para grandes empresas, garantindo a sua estabilidade profissional e financeira.

Leia mais no blog DH:

+ Minha primeira linguagem de programação: como escolher?

+ Primeiros passos no Git: o que eu preciso saber?

+ Pague só quando possuir renda: conheça o modelo ISA da DH