Ser freelancer: uma oportunidade para desenvolvedores e designers

 Ser freelancer: uma oportunidade para desenvolvedores e designers

Muita gente pode até estar desacreditado no ano de 2020. Mas o convite é olhar por outro prisma, focado em escolhas. Embora algumas empresas estejam economizando e cortando gastos, outras enxergam a situação como oportunidade de crescimento do próprio negócio.

Por exemplo, quem tinha loja física, migra para o e-commerce, que exige processos mais ágeis e precisos, além do trabalho de alguns profissionais. E no caso, este é apenas um dos exemplos que mostra que programador ou web designer estão entre os freelancers mais procurados .

Você sabe o que é um freelancer?

O freela, para os mais chegados, denomina todo profissional autônomo que tem contrato informal (não CLT) com várias empresas ao mesmo tempo, que atende seus clientes de forma independente e, por vezes, remota. É o profissional que, mesmo antes do home office virar prática cotidiana, já estava neste regime faz tempo.

Porém, para “freelar” com qualidade, esta pessoa precisa desenvolver skills pertinentes de autogestão de tempo, gerenciamento coerente das finanças, ter autocrítica nas entregas e atenção especial ao networking.

Além disso, a busca contínua por aprimoramento na carreira, ou seja, investir em conhecimento para que mais valor seja agregado ao seu trabalho, endossando seu portfólio, é essencial. Só assim você pode não só ingressar nesse modelo de trabalho, que tende a crescer nos próximos anos, como tornar seu negócio sustentável.

Freelancers mais procurados em 2020

Se você está lendo este artigo e tem mais de 45 anos, imaginando se esta disrupção de modelo de trabalho é para você, olha só. Segundo levantamento da Workana, plataforma que faz a ponte na contratação de freelancers na América Latina, 13% dos profissionais que usam a plataforma têm mais de 50 anos de idade. Desses, 40% fizeram uma graduação e 20%, a pós-graduação.

Outra boa notícia, da mesma plataforma, revela em pesquisa que as categorias mais contratadas para trabalhos freelancers estão relacionadas com o mercado digital, como TI e Programação (46,8%) e Design e Multimídia (24,8%).

Como se destacar sendo freelancer

Entre essas boas notícias e oportunidades, vale a pergunta: nesse novo normal que vivemos, como se destacar sendo desenvolvedores e designers freelancers?  Para esta resposta, conversamos com a professora da Digital House de Web Full Stack, Hendy Almeida, e ela compartilhou uma dica daquelas: “o profissional precisa ter presença digital no Linkedin e Github”.

Hendy explica melhor sua resposta relacionando com a realidade atual: “Devido ao cenário de isolamento social, acabamos perdendo um pouco do networking que acontecia no escritório, na faculdade ou nos meetups. Sabendo que a maior parte das oportunidades de novo emprego ou novo freela vem de indicações de amigos, isso pode causar uma baixa na renda extra dos desenvolvedores. Mas, essa não é a única forma de conseguir projetos”.

Por isso, antes de qualquer coisa, garanta que seu Linkedin esteja bem atualizado, utilize a área de publicações para falar sobre as tecnologias que está aprendendo, projetos que está desenvolvendo, experiências profissionais e aprendizados. “Os freelancers, mais do que nunca, precisam demonstrar mais presença na internet, mostrar habilidades técnicas e soft skills, e nossos aliados mais fortes agora são Linkedin e Github”, explica Hendy.

Hendy endossa que as contratações continuam fluindo bem na área de tecnologia, especialmente nas empresas que não têm problema em fazer o processo de admissão remotamente. “Todos estamos nos adaptando. As oportunidades aparecem para quem está conseguindo ver as dificuldades como possibilidade de aprendizado e crescimento profissional/pessoal”, finaliza.

Entre os cursos para desenvolvedores e designers, a Digital House oferece os melhores. O curso de Desenvolvimento Mobile Android, ensina você a criar seu próprio app em até 5 meses. Já o curso de Desenvolvimento Mobile iOS, você domina o programa App Development with Swift, que faz parte da iniciativa Everyone Can Code, da Apple.

No curso de Desenvolvimento Web Full Stack, como o nome diz, você sai sabendo fazer sites e sistemas web usando linguagens de programação (HTML, PHP, Javascript, Laravel, React e mais), além de aprender metodologias ágeis(SCRUM), tão importantes quando se trabalha neste modelo.

A Digital House aposta no seu futuro trabalhando em conjunto com um time de especialistas que atuam no mercado, inclusive alguns como freelancers. Que tal bater um papo com a nossa equipe e investir nestas áreas em que a procura só cresce?