Desenvolvimento híbrido ou nativo: qual escolher?

Desenvolvimento híbrido ou nativo: qual escolher?

Um programador que ingressa no universo mobile precisa saber a diferença entre desenvolvimento nativo ou híbrido, ou seja, as peculiaridades de seus sistemas operacionais.

Quando se pensa em produto, o público destinado e sua forma de acesso são critérios primordiais. Neste artigo vamos te contar o que é um desenvolvimento híbrido e nativo e, ao final, trazer uma informação valiosa para sua carreira. Vem com a gente!

Híbrido vs. nativo

Para entender os tipos de desenvolvimento, primeiramente, precisamos focar na experiência do usuário, ou seja, pensar no público para quem você vai desenvolver o aplicativo.

O nativo é voltado apenas para o sistema operacional que é solicitado. Isso representa que ele vai atender o público de Android ou de iOS (Apple).

Aqui é interessante ressaltar que a Apple costuma ser criteriosa em relação à aceitação dos aplicativos publicados nas lojas. Por exemplo, na App Store as avaliações são mais lentas que na concorrência. Porém, todo este trâmite justifica-se pela busca da empresa por mais segurança em seu sistema operacional.

Já no Google Play (Android), a provação é mais ágil, por meio de um processo simples de ser realizado.

Neste contexto, quando o app é pensado para ser nativo, as diferentes linguagens para seu desenvolvimento precisam priorizar a melhor experiência do usuário.

Já no híbrido, há um mix de tecnologias web, como HTML5, Javascript e CSS,, além de frameworks com acesso às funções nativas do aparelho mobile, como sensores e câmera. Em linhas gerais, ele atende a todos os públicos.

+ Conheça as linguagens de programação mais procuradas pelo mercado

Portanto, um bom desenvolvedor precisa ter o domínio nas duas vias, nativa e híbrida. Isso expande suas possibilidades de crescer na carreira, trabalhando sistemas escaláveis com arquitetura cliente/servidor e gerenciador de dependências NPM, além do domínio das linguagens mais usadas: HTML, CSS, JavaScript, Node.js e frameworks, como Sequelize, Express e React.

Vantagens da programação mobile

O futuro, além de ser digital, é mobile.

Partindo desta certeza, o programador precisa queimar seus neurônios e usar a criatividade para driblar a concorrência em meio a tantos apps no mercado.

Como? Dominando a linguagem de programação, usando recursos como animação, jogos e desenvolvendo apps que façam a diferença na vida das pessoas. Aliás, isso é inovação e empoderamento digital.

A programação mobile abre esse leque de oportunidades. O mundo móvel oferece muitas vagas para programadores que desenvolvem aplicativos.

+ Veja um infográfico completo para entender a mudança do Mobile First para Mobile Only

É crescente o número de organizações que estão buscando profissionais para trabalhar como gerente de projetos, designers e testers. Além disso, existem setores que procuram por especialistas em mobilidade,  assim como para elaboração de aplicativos usados em campanhas.

Programa Santander - a oportunidade que faltava para sua carreira de desenvolvedor mobile acontecer!

Pensando nesta necessidade atual, a Digital House convida você a ingressar de vez, e pela melhor via, nesse universo de desenvolvedores mobile.

O programa parceiro entre a DH e o Santander, o Santander Coders é a chance de você entrar nesta carreira por uma oportunidade única: estudando programação do zero, gratuitamente e sem sair de casa.

Este programa é composto por 160 bolsas de estudo de 100% no curso de Mobile Android e 80 bolsas de estudo de 100% no curso de Mobile iOS. No final do curso, os participantes podem participar do processo seletivo para ingressar na Família Santander. Saiba mais como aproveitar esta chance única, agora mesmo!

+ Quero conhecer o Santander Coders by Digital House