Dia a dia de um gestor de marketing: conheça de perto a profissão

Dia a dia de um gestor de marketing: conheça de perto a profissão

E afinal, o que é estratégia? Entender este conceito é fundamental para conhecer melhor o dia a dia de um gestor de marketing. Segundo o dicionário, estratégia é “parte da arte militar que trata das operações e movimentos de um exército, até chegar, em condições vantajosas, à presença do inimigo”, ou seja, traduzindo para a vida real, estratégia é a habilidade de criar um plano de ação capaz de te levar ao seu objetivo em condições vantajosas. E de que estratégia estamos falando?

Neste caso, da estratégia de fazer um planejamento de marketing para garantir uma vantagem competitiva sustentável a longo prazo, ou seja uma tática que responda aos objetivos e metas da empresa e até a sinergia entre marketing e vendas.

Com essa visão do todo é que conseguimos promover a união dos interesses empresariais e construir um plano de ação eficaz, um que vá de encontro ao negócio, utilizando os canais certos e as ferramentas mais adequadas.

O que é preciso para ser um gestor de marketing?

Sendo assim, ter um olhar estratégico significa olhar além da empresa, olhar para o mundo, as mudanças culturais, os avanços tecnológicos e tudo o que cause impacto direto ou indireto no negócio. Além disso tudo, por sua vez, também influencia no comportamento do consumidor, que tem influência direta na empresa.

Por isso, saber quem é o público-alvo, como ele se comporta, o que pensa, como age e principalmente, como reage, é parte do que faz um gestor. E esse conhecimento não é algo pronto, é algo que se constrói dia a dia, pois somos pessoas e mudamos constantemente.

Esse olhar vem da percepção e da experiência, claro, mas ele também é muito da forma como o gestor é capaz de traduzir os dados em ações, por isso a análise de dados é fundamental para o (a) gestor (a) de marketing.

E por dados, estamos falando tanto em dados de pesquisa de mercado, como em dados de vendas, de mídia e todos os dados disponíveis e relevantes para o negócio que o (a) gestor (a) possa ter acesso, tanto dados internos quanto externos. E é neste momento que o digital exerce papel fundamental para o gestor de marketing, pois o digital democratizou os dados.

Hoje conseguimos acompanhar em tempo real as campanhas veiculadas, as vendas e a performance do site, entre outros dados, o que nos permite uma correção de rota muito mais rápida que antigamente, quando não tínhamos acesso a tantas métricas e informações. E essas métricas do online junto com os dados do offline formam a base para a tomada de decisões do profissional de marketing.

Minha trajetória até a gestão de marketing digital

Uma das habilidades que precisei desenvolver ao longo da minha carreira profissional foi justamente a habilidade de interpretar esses dados e as informações para transformá-los em estratégia.

Como gestora, chegam para mim muitas informações e eu preciso analisar e interpretar esses dados de forma que me ajudem a traçar a estratégia necessária e tomar uma decisão. Então passei a desenvolver a habilidade da capacidade analítica de cruzar as informações, pois muitas vezes se olharmos apenas um dado ou uma fonte, podemos ter muitos viés que acabamos nem sabendo.

Por isso, logo cedo percebi a importância de cruzar as fontes de dados e ir a fundo para entender os números e o que está por trás dos números que estou vendo. Isso me ajudou muito a tomar decisões mais assertivas, pois o dado isolado pode te conduzir ao erro.

Eu já presenciei um Diretor fazendo uma apresentação maravilhosa e totalmente embasada em dados, mas em uma única fonte de dados. Como ele não considerou o todo, os resultados tinham viés. Precisei, delicadamente, apontar que o estudo estava super correto baseado na fonte dele, mas se considerássemos o todo, o estudo seria justamente o contrário, pois havia informações importantes que ele não tinha considerado por não cruzar a informação com outras fontes de dados.

Quais as funções no dia a dia de um gestor de marketing?

E falando sobre a rotina desse profissional, algumas habilidades são fundamentais para uma gestão. Um (a)  gestor (a) de marketing precisa transitar por várias áreas, mas não precisa conhecer a fundo todas elas e dominar os aspectos técnicos, ele (a) precisa sim, saber a essência das coisas para poder criar estratégias robustas e embasadas.

No meu dia a dia, eu preciso transitar entre o atendimento aos fornecedores; o gerenciamento da equipe; o atendimento ao cliente; me manter atualizada com o que está acontecendo no mercado; conhecer e entender novas ferramentas; analisar tendências; monitorar a concorrência; pensar nas estratégias; acompanhar a performance das campanhas e pensar em alternativas caso seja preciso ajustes.

No fim, sou responsável por gerenciar 9 países, então além de saber o aspecto técnico da função ainda preciso levar em consideração os aspectos culturais e de idioma de cada um dos países.

Sendo assim, um gestor deve ser generalista, ter conhecimentos em várias áreas do saber e de pensar fora da caixa, de conectar ideias e soluções, de conectar pessoas e processos, de posicionamento de marca à gestão de produtos. A capacidade de ver além. De ligar os pontos do presente até o futuro. E é a diversidade de saberes que constrói um (a)  bom  (a) gestor (a) de marketing.

Hard skills e soft skills de um gestor de marketing

Ademais, é claro que algumas hard skills e soft skills são diferenciais, alguns pontos que eu destaco como sendo essenciais para quem quer se tornar um (a) gestor (a) de marketing são:

- Planejamento e execução de pesquisa e coleta de dados

- Análise e interpretação dos dados

- Acompanhamento de resultados e performance

- Análise e acompanhamento da concorrência

- Gerar relatórios significativos

- Conhecimento de gestão de marcas

- Conhecimento de design

- Conhecimento de canais de distribuição

- Possuir pensamento crítico

- Saber gerenciar projetos

- Saber gerenciar pessoas

- Boa gestão do tempo

- Ter habilidades analíticas

- Possuir uma abordagem holística

- Conhecer as principais ferramentas do mercado

Cabe também ao gestor (a) a administração do orçamento e a correta divisão para otimizar os recursos de forma eficaz. Na lista, soma-se também a aprovação dos conteúdos e materiais que serão divulgados, para garantir que estejam alinhados com os objetivos da empresa, com o tom de voz da marca e com o perfil dos consumidores.

Um (a) gestor (a) de marketing precisa estar o tempo todo zelando pela marca.

Ser um bom gestor é, acima de tudo, saber inspirar

Entretanto, não adianta ser um ótimo estrategista de marketing se não for um gestor melhor ainda, pois um dos pilares da estratégia é conseguir a resposta desejada, inclusive a resposta positiva dos seus funcionários.

Desta forma, é preciso entendê-los como processos individuais que são e como podem ajudar com o todo e com a estratégia traçada.

Ter uma equipe envolvida e motivada garante não só uma correta implementação como também colaboração. O time te ajuda a ter uma outra visão do operacional, pois são eles que são os experts técnicos nas funções, trarão as dúvidas que talvez você não tenha levantado, são eles que estarão na linha de frente resolvendo os problemas do dia a dia e que não tínhamos como prever até que a estratégia fosse colocada em prática.

É o time que vai poder analisar e resolver estes problemas ao longo do caminho e fazer as correções necessárias. Por isso, é necessário dar condições e ferramentas para que o time tenha a liberdade e a segurança de tomar as decisões que sejam necessárias em tempo hábil.

E sim, cabe ao gestor (a) achar o caminho para conseguir com que eles deem o melhor de si e que possam ir além, onde eles mesmos nem imaginaram que poderiam ir. A equipe é parte fundamental da estratégia de marketing, pois para a estratégia se tornar ação, é necessário pessoas para implementá-la. E lembre-se, a melhor estratégia do mundo sem a ação correta, não passa de teoria.

Indicações de livros para você se tornar um bom gestor de marketing

Nestes 20 anos de experiência profissional, posso dizer que o que mais me motiva é justamente a possibilidade de trazer novas respostas a velhos problemas. Nesse caminho, posso citar alguns livros que me ajudaram a desenvolver esse olhar estratégico e analítico:

- Previsivelmente Racional, do Dan Ariely, um especialista em comportamento humano que nos ajuda a nos entendermos como consumidores irracionais que somos.

- 100% presente, do Joel Jota, pois manter o foco não é só fundamental como extremamente necessário nessa jornada.

- A coragem de ser imperfeito, de Brené Brown, nos mostra que viver é experimentar incertezas e que coragem é correr riscos.

- Como chegar ao sim, de Roger Fisher e William Ury, que traz um novo olhar as negociações e resoluções de conflitos

Seja um gestor de marketing na Digital House

Gostou das dicas de hoje? Atualmente, com a ascensão dos meios digitais, a procura por gestores de marketing está cada vez maior.

Na Digital House, você aprende na prática todos os conceitos necessários para vivenciar o dia a dia de um gestor de marketing dentro das empresas. Com nossas aulas 100% ao vivo e interativas, no curso de Gestão de Marketing Digital, você vai entender como gerir ou montar uma equipe de marketing digital e também a contratar e avaliar fornecedores como agências de publicidade, ferramentas ou freelancers, através de planejamento estratégico e ações de marketing.

Confira também a nossa biblioteca de conteúdo e o Blog DH, que dispõe de outros materiais com ótimos conteúdos sobre marketing digital.

Leia mais no blog DH:

+ Google Analytics Dashboard: crie e personalize com o nosso passo a passo

+ O que é brand equity e como as empresas geram valor de marca em seus produtos e serviços

+ Marketing digital para iniciantes: 10 dicas de como começar na carreira