DevOps: saiba como se destacar na carreira

O DevOps é uma carreira que vem crescendo muito no mercado de trabalho e se tornando uma opção para quem deseja ter sucesso profissional.

DevOps: saiba como se destacar na carreira

Quem tem interesse em ingressar na área de tecnologia acaba encontrando muitas opções de carreira, o que pode gerar dúvidas na hora de escolher a profissão certa em sua jornada. A DevOps pode ser uma ótima opção nesse contexto!

Essa é uma carreira em constante crescimento e está presente na maioria das empresas que utilizam da tecnologia na otimização de seus processos. E, se você se interessa por essa área, provavelmente já ouviu falar sobre DevOps.

Com a transformação digital cada vez mais presente, os consumidores estão se tornando mais exigentes, esperando cada vez mais agilidade e eficiência ao adquirir produtos ou serviços. A cultura DevOps surgiu nesse contexto, otimizando processos e oferecendo melhores experiências de usuário.

Em termos simples, DevOps trata de remover as barreiras entre times, desenvolvimento e operações tradicionalmente isoladas. Sob esse modelo, os membros da equipe de desenvolvimento e operações trabalham juntas em todo o ciclo de vida do aplicativo de software, desde o desenvolvimento e teste até a implantação e as operações.

Continue acompanhando este artigo e entenda tudo sobre DevOps, o que é, para que serve um profissional dessa área e como ingressar da melhor maneira nessa carreira que está em alta no mercado.

O que é DevOps?

Criado em 2009 por Patrick Debois, o termo DevOps (desenvolvimento e operações) é uma extensão de ambientes de desenvolvimento ágil que visam aprimorar o processo de entrega de software como um todo.

Mas, antes de entrar no significado completo, vamos entender a palavra DevOps, pois é um nome autoexplicativo: "dev" vem de "development", do inglês, que quer dizer desenvolvimento em nossa língua. Já "ops" deriva da palavra "operations" que, em português, significa operações.

Ou seja, DevOps (desenvolvimento e operações) é um conjunto de técnicas para aumentar a capacidade de uma empresa na automação de processos de desenvolvimento de softwares e infraestrutura. Para muitos, representa uma cultura ou uma filosofia de trabalho, por abarcar diferentes práticas.

Por muito tempo, os gestores de tecnologia da informação mantiveram as equipes de operações e desenvolvimento como unidades separadas. Mesmo com objetivos de negócios semelhantes, nem sempre esses times conseguiam trabalhar em sintonia.

Mas, no contexto de aumentar a capacidade, o DevOps entra como um aliado na produção de produtos, serviços e aplicações com mais segurança e agilidade. Tudo isso permite que as empresas atendam melhor aos seus clientes, sendo mais competitivas em um mercado tão ágil.

Nessa conjuntura, os líderes visualizaram a necessidade de desenvolver um modelo de funcionamento integrado que levasse ao desenvolvimento da metodologia DevOps, que é muito mais do que uma simples implantação de princípios ágeis para controlar a infraestrutura. Trata-se de uma abordagem que elimina barreiras, aproximando os times, a partir de um modelo de trabalho que conduz ao alinhamento dos objetivos de negócios.

Lembrando também que, com o DevOps, durante todo o ciclo de trabalho, as equipes de desenvolvimento e de operações não são mais separadas. Portanto, é um movimento que promove cooperação e diálogo contínuo, proporcionando um processo de criação de softwares confiáveis e eficientes, de forma ágil.

Atualmente, a abordagem DevOps é aplicada no desenvolvimento de software em grandes empresas líderes de tecnologias, como Facebook, Netflix, Amazon e Etsy. Portanto, se você está pensando em adotar o DevOps com o objetivo de garantir um melhor desempenho, competitividade e sucesso nos negócios, saiba que essa é a melhor estratégia.

Os três princípios fundamentais da abordagem do DevOps são: comunicação, colaboração e integração. Além disso, ele possui um ciclo de vida com seis fases. E, ao longo de cada etapa, as equipes colaboram e se comunicam para manter o alinhamento, a velocidade e a qualidade dos projetos. As fases são:

Ciclo de vida para um projeto de qualidade.

Para que serve um(a) profissional DevOps?

Como apontado no tópico anterior, o(a) profissional de DevOps atua ao mesmo tempo nas áreas de desenvolvimento de sistemas e infraestrutura de operações e é responsável por otimizar a produtividade (desenvolvimento) e a confiabilidade (infraestrutura), para que o resultado final atenda a todas as necessidades dos clientes.

Com base na comunicação e colaboração, esse profissional promove a integração das equipes, padronizando e implementando mais velocidade nos processos. Sua atuação agrega um ciclo de desenvolvimento, planejamento e idealização, seguindo pelo desenvolvimento até o feedback do resultado final.

Na etapa de planejamento e idealização, o profissional de DevOps promove a decisão da linguagem de programação a ser utilizada, o tipo de infraestrutura, entre outras questões com as equipes envolvidas. Também devem ser definidas as demandas e funções dos colaboradores, aplicando metodologias ágeis em seu processo.

Em seguida, trabalha-se no desenvolvimento do projeto, usando as ferramentas e linguagens decididas na primeira etapa.

Na fase de automação, é necessário realizar testes automatizados, criar builds e estruturar códigos sem interferências humanas e com a implantação de automação, visando a prevenção e detecção de problemas, além da agilização de processos.

Por fim, na última fase, o(a) profissional é responsável pela entrega do produto final já confiável, após a realização de testes de usabilidade, além de coletar e monitorar todas as automatizações no decorrer do processo, sempre verificando se há melhorias para realizar.

Além disso, é necessário estar atento(a) aos feedbacks e possíveis solicitações de seu cliente, podendo haver alterações no projeto, para que o resultado seja adequado às necessidades e haja a obtenção de melhores resultados.

Resumindo, o gestor de TI e seu time podem usar as práticas, processos, estruturas e fluxo de trabalho, com base na filosofia DevOps, para ganhar velocidade e escala no ciclo de vida de desenvolvimento de software. Tudo isso sem sacrificar a segurança, minimizando os riscos, garantindo a conformidade e reduzindo o atrito e os custos.

Quanto ganha um(a) DevOps?

Agora que você sabe para que serve um profissional DevOps, deve estar se perguntando: "qual é o salário médio da área?"

De acordo com o talent.com, no Brasil, o salário médio é de R$ 6.000,00. Para as posições de nível inicial, há salários a partir de R$ 4.000,00 e, para os mais experientes, pode passar dos R$ 8.000,00.

O que precisa para ser um(a) DevOps?

Agora que você já sabe um pouco mais sobre a cultura e quanto ganha um DevOps, vamos contar algumas dicas para ingressar na carreira, que está em alta no mercado, da melhor maneira. Confira:

Aprimore suas skills de comunicação

No DevOps, ter uma boa comunicação é essencial tanto para lidar com as equipes como com seus clientes, de forma empática e com inteligência emocional, considerada a principal soft skill do momento.

Na prática, para agilizar algum processo ou implementar alguma ideia de solução de problemas, é necessário saber se comunicar da melhor maneira com a equipe.

Busque habilidades técnicas

Não somente para essa carreira, mas em qualquer jornada é necessário ter conhecimentos para se tornar um profissional da área, inclusive em DevOps.

Estude as ferramentas, metodologias ágeis e práticas de DevOps e de automatização de processos com foco em desenvolvimento de softwares e produtos.

Tenha skills de programação

As habilidades de programação são, sem dúvida, grandes requisitos nessa área. Para obter sucesso na carreira de DevOps, saiba programar em Python ou Ruby, pelo menos, e esteja sempre atualizado, pois as novidades e o desenvolvimento da tecnologia não param.

Para ser um grande diferencial no mercado de trabalho, aprenda outras linguagens ou saiba ler os códigos-fonte delas. O JavaScript, por exemplo, é muito presente na tecnologia, e ter o domínio dela agrega muito para o(a) profissional.

E-Book guia full stack developer. Baixe agora!

Tenha certificações que auxiliem na área

Certificações de métodos e/ou ferramentas para automatização e simplificação de processos presentes na área de DevOps também são grandes aliadas para estar mais qualificado(a) no mercado de trabalho e se destacar entre os concorrentes.

Apesar de a área estar em alta, normalmente as empresas estão em busca de profissionais altamente capacitados, e a certificação é a prova de que a pessoa possui uma base sólida de conhecimentos importantes.

Tenha um bom portfólio

Para se tornar um profissional de DevOps, é importante buscar experiências e montar um bom portfólio, para que seja um aliado na porta de entrada em entrevistas de emprego nas empresas de tecnologia.

Seja um(a) especialista na área de DevOps agora mesmo!

Gostou das dicas? Na grande revolução tecnológica que estamos vivendo, a automatização de processos e a busca pela agilidade com o uso das ferramentas corretas são essenciais para mudar o rumo das empresas e impulsionar os seus resultados.

Quando contamos o que você precisa para ser um DevOps, explicamos que possuir uma certificação é um grande diferencial para conseguir oportunidades na carreira, pois garante uma boa base de conhecimentos para o(a) profissional.

Que tal se inscrever nos cursos de programação da Digital House? Temos o curso de Desenvolvimento Web Full Stack, que capacita o aluno a lidar com os inúmeros desafios do mercado de trabalho, incluindo a área de DevOps e suas estratégias.

As aulas são ministradas por grandes especialistas do mercado, dinâmicas e 100% ao vivo, capacitando o aluno da melhor maneira. Além disso, os estudantes podem fazer o curso de Gestão de Carreira gratuitamente e participar de feiras de recrutamento exclusivas (Recruiting Day).

Garanta agora mesmo seu lugar em uma das áreas que estão em alta! Confira também a nossa biblioteca de conteúdo e o Blog DH, com outros materiais recheados de conteúdos ricos sobre tecnologia e programação.

Agora que você já sabe o que é desenvolvimento front-end, qual sua aplicação e o que precisa saber para se tornar um programador na área, é só arregaçar as mangas e buscar seu conhecimento!

Assim como inúmeras áreas da tecnologia, esteja preparado para nunca deixar de aprender e renovar seus conhecimentos. Todas as linguagens de programação passam por atualizações, revisões e melhorias e é sempre indicado complementar suas habilidades técnicas com informações de áreas relacionadas, como design e UX.

E-Book:Linguagem de programação. Baixe agora!

E, como um dos principais impasses para quem está começando na área de desenvolvimento é saber qual linguagem de programação escolher, vale a pena pesquisar e conhecer bem as características e diferenças delas, em especial as mais usadas por desenvolvedores e desenvolvedoras experientes do mercado de trabalho. Além disso, você precisa definir se sua atuação será como programador(a) back-end ou front-end.

Mas calma. Para você que pretende se tornar programador ou programadora ou já é da área e quer atualizar seu currículo, a Digital House oferece cursos no segmento de desenvolvimento de softwares, web e para aplicativos.

Aqui você pode aprender todas as linguagens requisitadas, com o curso de Desenvolvimento Web Full Stack, que capacita o(a) aluno(a) a criar sites e sistemas web, usando diversas linguagens de programação, como HTML, CSS, Javascript, entre outras, além de aprender a criar e manipular estruturas de banco de dados para suas aplicações.

Com aulas online, 100% ao vivo e ministradas por professores especialistas que estão no mercado, a DH conta, ainda, com o departamento de Carreiras, onde os alunos podem acessar diversos conteúdos exclusivos sobre suas jornadas. Inscreva-se agora mesmo e garanta o seu futuro profissional!

Fique por dentro das novidades do mercado tecj. Assine nossa newsletter.