Dados abertos: como usar os dados públicos para gerar estratégias de negócio

Dados abertos: como usar os dados públicos para gerar estratégias de negócio

Dados públicos, também conhecidos como dados abertos, são uma fonte importante e de fácil acesso que podem entrar na estratégia de negócios de uma empresa. Aprenda como usá-los e a vantagem por trás destas informações ricas que estão à sua disposição.

O que são dados públicos ou abertos?

Dados públicos ou abertos referem-se à situação em que qualquer pessoa pode, livremente, ter acesso a determinados dados, podendo utilizá-los, compartilhá-los ou mesmo modificá-los em sua estrutura.

Portanto, esses conceitos significam que alguns dados devem estar disponíveis para que qualquer um publique neles, usando-os sem restrições de direitos autorais ou patentes, por exemplo.

Importante esta definição, já que a lei brasileira (Lei 12.527/11) deixa claro que é assegurado a todos o acesso à informação (art. 5º, inciso XIV) e que todos têm direito a receber dos órgãos públicos informações de seu interesse particular ou coletivo (art. 5º XXXIII).

Ou seja, se o dado não é particular, ele é público, e não implicará punição diante da lei.

Quais exemplos práticos sobre dado público e dado privado?

Na Digital House, respondemos essa pergunta com uma analogia bem simples, mas muito clara e objetiva.

Imagine que Carlos, feliz da vida, acaba de adquirir seu iPhone novo, pago em 10x no cartão de crédito, com a operadora contratada responsável pela administração de seus dados.

Mas, por uma fatalidade do destino, Carlos é roubado dias depois. Ele então vai à delegacia e faz um boletim de ocorrência. No contexto dos dados, Carlos representa um dado privado para a loja, para a operadora de cartões de crédito e para a operadora de telefonia. Mas, para a polícia, ele, com sua desafortunada história, passa a ser um dado público.

Como eu identifico dados públicos para análise?

Identificar sua natureza fica mais fácil quando você conhece suas diretrizes e tipos de fontes.

3 diretrizes ou “leis” dos dados abertos:

1. Se o dado não pode ser encontrado e indexado na web, ele é inexistente;

2. Se não estiver aberto e disponível em formato compreensível por máquina, ele não pode ser reaproveitado;

3. Se algum dispositivo legal não permitir sua replicação, ele não é útil.

Tipos de fontes de dados

1. Websites: permite a customização e podem ser buscados de diversas formas, como via API, por download, arquivos etc;

2. Sistemas: mesmas características dos websites, porém, é a forma mais utilizada;

3. Manuais: mais utilizada para geração de dados ad-hoc, gerada por praticamente todos os tipos de dados e outras fontes disponíveis, com restrição de volume, estabilidade e formas.

Como funcionam dados públicos para análise de negócios?

Em março de 2020, a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN)  disponibilizou para consultas a base de dados abertos, atualizada até 31 de dezembro de 2019.

Com essa mudança da gestão pública, no ponto de vista da inteligência de negócios, se abre outro panorama. A ferramenta pode ajudar na tomada de decisões sobre análise de crédito e gestão de risco, mas não só isso.

Agora, é possível fazer uma análise mais profunda da concorrência, identificando players de mercado e até indícios de comportamento dos consumidores.

E esse exemplo atual é apenas uma amostra de como as empresas, que unem tecnologia com inteligência de mercado, podem obter uma visão mais clara e assertiva de suas ações, conduzindo e estabelecendo um planejamento de longo prazo para aumentar faturamento e lucro.

Afinal, os insights produzidos a partir desses dados representam uma poderosa ferramenta para entender pessoas, suas ações de consumo, prever tendências e compreender as dinâmicas do mercado.

Na Digital House, nós acompanhamos de perto as mudanças e tendências que envolvem dados e todas as habilidades digitais que fazem a Transformação Digital sair do discurso. Conheça nossos cursos da área de Dados.

Leia mais no blog DH:

+ Pesquisas qualitativas: como analisar sentimentos e entrevistas?

+ Introdução descomplicada ao Big Data: afinal, o que significa o termo?

+ AWS: como funciona o Amazon Web Services