O futuro é colaborativo: como programar em equipe

O futuro é colaborativo: como programar em equipe

Colaboração, organização e ferramentas ágile: eis a programação de códigos feita em equipe.

Neste artigo, vamos te explicar as vantagens de programar em equipe, mesmo com cada programador em seu quadrado - desde que tudo seja projetado com engajamento de todos para o objetivo comum.

Unidos, muito embora não reunidos

Não precisamos trazer mais números para comprovar como o home office cresceu durante o isolamento vivido em 2020, por conta das medidas protetivas relacionadas à pandemia. Com isso, a tarefa de programar em equipe parece se tornar ainda mais desafiadora.

Programar coletivamente pode ser muito interessante, no sentido de aprimorar e desenvolver soft skills e compartilhar ideias para a prototipação e conhecimentos. Mas, para ninguém se perder no meio do caminho, algumas coisas precisam ser registradas.

O start é a organização de tarefas e entendimento do objetivo. Então, faça uma primeira reunião virtual com a equipe envolvida,  dividindo o projeto em módulos, estabelecendo uma interface entre cada um deles. Daí, fica mais prático definir as funções de cada profissional e os parâmetros que serão criados para cada etapa.

As reuniões precisam ser frequentes, de preferência, semanais, com horários e datas fixas. No primeiro encontro virtual, que guiará os subsequentes, é interessante definir as seguintes ações:

➜ Criação de um doc com todos os padrões estabelecidos, verificando se eles englobam o que toda a equipe quer para a plataforma a ser desenvolvida.

➜ Escolher uma pessoa responsável por monitorar o código, o guardião para assegurar que estes padrões sejam seguidos e organizados.

➜ Estimular os integrantes a trazer ideias de melhoria ao que já foi definido, marcando novas conversas rápidas, até mesmo fora do encontro semanal.

➜ Definir as ferramentas e métodos agile para que todos usem durante o desenvolvimento da plataforma.

➜ Definir prazos claros, dividí-los em macros e micros, tanto os da equipe quanto os individuais. O melhor é sentir a dinâmica da sua equipe e adequar a forma das entregas.

Ferramentas para programar em equipe

Há muitas ferramentas que ajudam, e muito, equipes a programar juntas. As metodologias Scrum e Kanban são ótimos exemplos de otimização, pois induzem a ambientes mais colaborativos e flexíveis, durante o processo.

E com sua equipe trabalhando remotamente, uma boa dica é manter sempre um chat ligado para compartilhar o que estão fazendo, tirar dúvidas, indicar bugs, compartilhar ideias de soluções. O Slack pode ser uma boa alternativa para este chat, dividindo as conversas entre os módulos.

OGitHub também vai bem, onde sua equipe usa a plataforma de hospedagem de código-fonte com controle de versão usando o Git, permitindo que usuários cadastrados contribuam em projetos privados e Open Source, onde quer que estejam.

E se sua equipe ou projeto for maior, o Trello é uma alternativa,  pois pode-se dividir as abas em: referências ou recursos (todos os arquivos necessários para acessar), sprint backlog (listas de tarefas que precisam ser completadas durante o sprint), blocked (impedimentos externos ao andamento do trabalho), módulos em progresso, bug report (todos os problemas encontrados no código a serem resolvidos) e o done (que já foi concluído).

No mais, vale a boa e velha comunicação. Resolvam as dúvidas com proatividade e espírito de time. Façam revisões constantes do código, sigam os padrões estabelecidos no começo, aproveitem a oportunidade de colaborar com ideias sobre as dúvidas e estudem cada etapa juntos.

Programadores unidos, códigos mais assertivos

Escrever uma solução, um texto, um bolo, que seja, se só houver o olhar de quem o produziu, pode trazer um resultado menos próximo à realidade do que se o mesmo código for submetido a outras avaliações, outros olhares.

No caso de programar em conjunto, a contribuição de todos vai garantir um resultado mais consistente, pois tem diversidade de ideias envolvidas, histórias, seres humanos e bagagens pessoais únicas, além de conhecimento técnico e insights singulares.

E na hora da revisão do código, essa condição de time conta, e muito. Justamente neste momento, é preciso ler e entender o que aquele algoritmo faz, ou seja, estudar, mesmo que indiretamente, maneiras e soluções de problemas diferentes das que normalmente faríamos. Quando a equipe é diversa, com consenso democrático, cada revisor do código vai ler e entender o algoritmo sob sua perspectiva para aprová-lo. Logo, o cliente terá uma solução muito mais robusta e assertiva

Na Digital House, você tem a oportunidade de aprimorar seus conhecimentos em programação, para que conduza e participe melhor em trabalhos de programação em equipe, inclusive remotamente.

Em nossa grade de habilidades digitais, contamos com o curso de Desenvolvimento Web Full Stack, em que você aprenderá a trabalhar de maneira colaborativa, usando metodologias ágeis, com o domínio em desenvolver sites e sistemas web, usando linguagens de programação como HTML, PHP, Javascript, Laravel, React e muito mais.

A DH acredita que agora é um momento propício para você alavancar sua carreira com base em conhecimento técnico, prático e na atuação das suas soft skills, como a colaboração no trabalho em equipe, se diferenciando no mercado como um autêntico profissional do futuro.