Como fazer benchmarking estratégico e conseguir insights valiosos analisando a concorrência

Como fazer benchmarking estratégico e conseguir insights valiosos analisando a concorrência

Benchmarking é uma prática considerada simples, muito utilizada pelas empresas. Olhar o que o vizinho do lado está fazendo de melhor para manter a sua grama mais verde.

Como ter insights através de outros segmentos

Imagine que você trabalha no mesmo segmento, mas os seus negócios não vão muito bem. Já seu concorrente vai a todo vapor. Lógico que irá se perguntar: o que ele faz para lucrar assim?

Para entender o sucesso alheio, será preciso analisar as melhores práticas utilizadas pelas empresas que atuam no mesmo segmento, testando suas estratégias, desde que sejam condizentes com o seu empreendimento.

Por exemplo, observar o fator identificação. É muito comum clientes optarem por um produto ou serviço, pois se familiarizam com aquela causa ou mensagem. Se sua concorrência conseguiu este feito, por si só já se torna uma boa referência.

Quais os benefícios do benchmarking?

Em linhas gerais, o benchmarking pode ser resumido como um processo diário de estudo e avaliação da concorrência, para analisar quais as melhores práticas utilizadas e replicar as estratégias mais condizentes ao seu negócio.

Implantando a estratégia de benchmarking para monitorar sua concorrência, é possível descobrir como está se saindo, se os resultados da empresa são satisfatórios e como aumentar a produtividade e eficiência dos seus processos.

Além disso, entre os benefícios do benchmarking podemos mencionar a redução de custos, aumento da produtividade e do lucro. No entanto, não se pode simplesmente copiar e colar, achando que tudo o que o concorrente adota é a solução adequada. Com essa atitude, a empresa corre o risco de perder sua própria identidade e posicionamento no mercado.

A dica é: analisar quais são as ideias do seu concorrente, mas somente aplicar aquelas que são condizentes ao momento e contexto da sua empresa.

Como fazer um benchmarking?

Esclarecido sobre do que se trata o benchmarking?

Então, vamos a alguns exemplos de benchmarking, utilizando o modelo do início do texto, ou seja, uma empresa que enfrenta dificuldades:

Pesquisa de campo: com base em conteúdos disponibilizados na internet, você consegue acessar artigos, blogposts, estudos, reports e bases de dados.

Participação em eventos: os eventos são importantes para fazer networking.  Por meio de relacionamentos, se descobre tendências e as últimas soluções tecnológicas do mercado.

Visitas presenciais: passar um dia imerso na cultura organizacional da empresa torna possível acelerar o aprendizado, conversando com os líderes do mercado.

Mentorias: tenha um mentor que passou por uma situação semelhante a sua e descubra o que ele fez para superar determinado problema. Ele vai te direcionar para resolver os gargalos da sua empresa.

Mas e nos tempos atuais, com o isolamento social, como fazer um benchmarking online?

Neste contexto, vale priorizar o digital. Por exemplo, substituir a pesquisa em campo pela busca nos sites e nos comentários das redes sociais destas empresas. Como os eventos in loco estão proibidos, acompanhar as lives públicas da concorrência é um bom caminho para saber como se relacionam com seus clientes e, principalmente como mantém a proximidade e a mensagem de suas marcas, vivas.

Se especialize em Marketing Digital

Recapitulando, o benchmarking é um estudo recorrente da concorrência, mas não significa que você vai replicar as ideias sem critérios. Antes de tudo, pesquise e veja quais são as melhores opções que se encaixam ao seu negócio.

Você está precisando de um mentor para alavancar a sua carreira? A Digital House conta com professores especialistas no curso de Marketing Digital. Entre em contato conosco e vamos falar sobre o seu futuro.