Buzz marketing: saiba sobre este conceito e como aplicam

Buzz marketing: saiba sobre este conceito e como aplicam

Cada vez mais empresas têm investido no buzz marketing para impulsionar seus conteúdos, gerando compartilhamentos, discussões, para que sejam lembradas pelas pessoas.

Pensando no avanço da tecnologia, os negócios têm priorizado muito o marketing digital, que dispõe de uma infinidade de recursos. Entre eles, estão as campanhas que buscam fazer com que as marcas fiquem na "boca do povo". Essa é a principal base do buzz marketing, um conceito que pode mudar o rumo dos negócios, se for bem planejado e explorado.

Muitas pessoas podem confundir com marketing viral, mas não é a mesma coisa. Claro, há algumas semelhanças, mas estrategicamente, alguns pontos separam os conceitos. O buzz marketing é a garantia de que as marcas sejam reconhecidas e aumentem sua popularidade de maneira planejada, sabendo com mais exatidão o que os seus consumidores estão falando sobre ela.

Sendo assim, neste artigo, explicaremos tudo sobre este conceito e qual a diferença entre marketing viral e buzz marketing. Ficou interessado(a)? Acompanhe.

O que é o buzz marketing?

O buzz marketing é um conjunto de ações e técnicas, com foco em gerar assuntos e engajamentos de determinadas marcas ou produtos. Os consumidores conversam entre si sobre algo que uma empresa vem fazendo recentemente, fazendo com que mais pessoas se interessem por ela.

Este é um trabalho de estratégia, ou seja, totalmente planejado, com uma previsão de como o público-alvo será impactado e receberá a comunicação. É justamente isto que você deve estar pensando: burburinhos, boca-a-boca, agitação, comentários, animação em torno de um assunto, entre outras coisas que tornem a marca um bom assunto para conversar sobre nas redes sociais, por exemplo.

Em algum momento, você já deve ter se deparado com o conteúdo de alguma campanha, que possuía foco em buzz marketing, mesmo que não seja os comerciais tradicionais de TV. Isso porque não é algo necessariamente apresentado como uma publicidade de venda direta, pois não é o objetivo principal, mas sim criar discussões e comentários entre as pessoas.

Para que a estratégia funcione, é preciso ser algo interessante. Por isso, é necessário criatividade e conhecimento profundo do público-alvo da marca. Quanto mais entendimento da persona, mais chances terá de ser alcançada.


Qual a diferença entre marketing viral e buzz marketing?

Muitas pessoas costumam confundir a ideia de marketing viral e buzz marketing, definindo como conceitos iguais. No entanto, mesmo que parecidas, são conceitos diferentes ao olhar estrategicamente para uma campanha de marketing.

O marketing viral foca na criação de tópicos “viralizáveis”, ou seja, que possuem potencial para serem compartilhados. O conteúdo, neste caso, é o fator principal de atuação, pois deve ser relevante e atraente para o consumidor, que o deseja passar para frente por conta própria, chegando ao maior número de pessoas possível.

Todo esse processo se torna interessante para o negócio, que não vai ter custo de divulgação, já que as ações de compartilhamento são espontâneas.

Normalmente, não é algo minuciosamente pensado e não há um estudo detalhado de estratégias, pois o foco é chamar a atenção mesmo, sem um planejamento de continuidade. No entanto, a grande vantagem do marketing viral é fazer com que as pessoas sejam divulgadoras do conteúdo, aumentando o conhecimento da marca e sua autoridade no mercado.

Já o buzz marketing tem um objetivo diferente, pois seu foco não é apenas impulsionar a imagem de um negócio, mas também permitir que as pessoas conversem sobre a marca, produto ou serviço. É uma ação mais estratégica, pois as reações são sempre projetadas anteriormente e pensadas diretamente para o seu público-alvo.

A estratégia acaba se tornando não somente uma ferramenta de alcance, pois é específico para um grupo de pessoas de diferentes tamanhos, mas também fazendo com que as pessoas debatam entre si sobre o que foi veiculado, contribuindo para que o assunto dure por mais tempo e resultando em conversões de novos leads.

Com tudo isso, podemos ver que os resultados e objetivos das duas estratégias são diferentes. Em poucas palavras, o buzz marketing cria um valor social para a marca, a partir de discussões, e o marketing viral visa o alcance de mais pessoas em pouco tempo, a partir de compartilhamentos.

Como acontece o buzz marketing nas redes sociais

Por trás de diversas campanhas que se tornam assunto entre as pessoas, principalmente nas redes sociais, há uma análise completa de comportamentos e efeitos realizada previamente.

Mark Hughes é um publicitário que se tornou um dos maiores estudiosos dessa estratégia. Ele destrinchou o conceito e descreveu 6 tipos de gatilhos que são eficazes na promoção de discussões sobre um assunto em seu livro Buzzmarketing. Confira agora mesmo:

O tabu

Este é um gatilho ativado nas pessoas quando uma campanha aborda um assunto polêmico. Não é algo no sentido fora da lei, mas temas que possuem controvérsias, que permitam as discussões e posicionamento entre as pessoas de maneira saudável. Neste sentido, é importante ter muito cuidado, pois os tópicos não podem ofender as pessoas, como a abordagem de religiões, questões sociais, entre outros exemplos.

O incomum

Aqui temos a situação de vermos algo que foge dos padrões que já conhecemos. Um novo produto, por exemplo, que chega como novidade no mercado e possui uma função jamais vista antes. A tecnologia, que está sempre avançando, usa bastante deste gatilho.

O extraordinário

Este gatilho é ativado quando algo é realmente positivo e os clientes sempre estão satisfeitos com o produto ou serviço oferecido por uma marca. Neste caso, a discussão entre as pessoas, em uma campanha, é causada pela própria eficiência da marca em cumprir com sua proposta de oferta da melhor maneira.

O chocante

Este é um dos gatilhos mais comuns, pois tudo que choca, em qualquer ponto de vista, sempre gera comentários. Neste caso, aqui também é preciso ter todo o cuidado e estudo para chocar de forma positiva. Há muitas maneiras de gerar essa reação, evitando ir para um campo negativo.

O hilário

Quem não gosta de dar uma boa risada espontaneamente, não é mesmo? Este gatilho apela para conteúdos que despertam essa reação. Na história da publicidade, diversas campanhas engraçadas são sempre lembradas pelas pessoas.

O segredo

Todos os seres humanos são naturalmente curiosos e procuram por dicas, pistas e segredos. Isso acontece principalmente no mundo dos famosos, não é mesmo? Este gatilho explora esse lado, principalmente a necessidade de participação das pessoas. O receio de "perder" ou não saber de algo faz com que elas dediquem sua atenção em saber do que se trata a campanha, até o momento da revelação final.

Qualquer estratégia de buzz marketing, que aplique qualquer um ou mais desses gatilhos de maneira planejada, com certeza alcançará um bom engajamento e atingirá seus objetivos.

A Digital House reconhece a eficácia do conceito para as empresas e o aborda nas grades dos cursos de Marketing Digital e Marketing Digital Avançado, que vem formando diversos especialistas, que fazem toda a diferença no mercado de trabalho. Recomendamos você também a ingressar e alcançar o seu sucesso profissional!

3 empresas que fazem muito bem

Você provavelmente já se deparou com diversas campanhas de buzz marketing, mesmo sem saber. E não há maneira melhor de entender o conceito do que ver cases reais, não é mesmo? Portanto, separamos exemplos de 3 empresas que fazem isso muito bem. Confira:

Netflix

Vocês lembram do meme que viralizou em 2018, quando uma criança de apenas cinco anos tentou faltar na escola para assistir séries? Na época, ele entregou um bilhete a sua mãe, fingindo ser a professora, onde no final estava escrito "É verdade esse bilete".

Esse fato caiu na conversa das pessoas, e a Netflix foi muito inteligente em aproveitar o momento e entrar na brincadeira, fazendo um buzz marketing e oferecendo cupons de descontos nos seus "biletes". O resultado não poderia ter sido outro: um número considerável de novas conversões para a marca.



Boticário

Em 2015, na época do Dia dos Namorados, o Boticário lançou uma campanha abordando diversos tipos de relacionamentos, incluindo os LGBTQIA+, que gerou muito assunto.

Na época, a marca aproveitou para envolver o tabu e provocou muita discussão entre as pessoas, o que, no final, rendeu um prêmio para a marca na principal categoria do Effie Awards Brasil 2015.

Apple

Toda vez que Steve Jobs pronunciava sua clássica frase "One more thing", que em português significa "mais uma coisa", todos já sabiam que algo incrível estava por vir.

Essa era sua técnica particular de apresentar novos produtos ou novidades bombásticas da Apple. Ele agia como se fosse sair do palco e a apresentação tivesse terminado, mas, de repente, parava e dizia sua frase.

Best Trampo GIFs | Gfycat

Este é um ótimo exemplo de buzz marketing, que trabalha com diferentes gatilhos e sempre gerou milhares de comentários entre os amantes da Apple, além de novos consumidores crescentes.

Gostou desse conteúdo? Ficou interessado em aprender mais sobre o vasto mundo do marketing digital? Aproveite e leia mais sobre marketing de performance e quais são seus principais indicadores.

Leia mais no blog DH:

+ SEO para E-commerce: como ranquear sua loja virtual

+ Brand Personas: o que são e como fazer?

+ Estratégia para gerar leads: do básico ao avançado

E aí, já segue a gente no Twitter? Vem pra rede, vamos conversar sobre habilidades digitais! ;)