Big Data e Capacidade Analítica: o que são?

Big Data e Capacidade Analítica: o que são?

Há quem pense que falar sobre a área de big data e capacidade analítica é algo futurista ou distante da realidade. A verdade é que esse é um campo de atuação bastante presente nas empresas, em paralelo com a Era Digital e a revolução tecnológica, que não param de avançar.

A indústria 4.0 vem revolucionando o mercado de trabalho e as empresas, com suas transformações digitais cada vez mais constantes nos processos, destacando determinadas carreiras, como a de big data e capacidade analítica, que já garantiram seus espaços e são uma tendência certeira para o futuro.

De acordo com um levantamento do LinkedIn, as carreiras na área de análises de dados estão entre as 15 profissões mais em alta no mercado, o que também inclui a big data e capacidade analítica. Quer saber mais sobre e entender como atua um profissional nessa área? Acompanhe.

O que é big data e inteligência analítica?

Big data é um termo em inglês que quer dizer grandes dados. Relacionando com a prática, consiste em organizar e interpretar um alto volume de informações, separando o que é útil e relevante para as empresas tomarem as melhores decisões em diferentes situações. É por isso que o conceito é acompanhado de capacidade ou inteligência analítica.

Ou seja, ter dados é muito importante, mas também é essencial a observação e análise de toda a coleta para utilizá-los na prática. No dia a dia, três fatores são levados em conta. São eles:

Volume: a quantidade de dados coletados e imputados de uma vez só é enorme.

Velocidade: todas as análises são realizadas continuamente, para que os insights sejam rápidos, dentro do timing e tragam boas consequências às empresas.

Variedade: todas as informações são coletadas de diferentes fontes e em formatos distintos.

Como atua um profissional nessa área?

Nós explicamos o que é big data e inteligência analítica, mostrando que ele é o responsável pela administração de grandes volumes de dados, com foco em gerar insights para as empresas com muita velocidade e conforme as normas de segurança da LGPD.

Sua atuação acontece no mercado de análise de dados de startups, clientes particulares ou em grandes empresas. Sendo assim, o dia a dia deste profissional é bastante dinâmico, haja vista que ele pode explorar a análise de informações em diferentes nichos do mercado, sempre buscando oferecer insights para uma boa tomada de decisão de seus contratantes.

No dia a dia, os desafios são constantes, considerando que a quantidade de informações geradas diariamente na internet, por exemplo, é gigantesca. Isso faz com que o profissional de big data e capacidade analítica esteja sempre em dia com as técnicas de organização e análise, priorizando a segurança e privacidade das informações, além de estar atento às prevenções de fraude e descoberta de ameaças digitais em sua área de atuação.

As pessoas que possuem interesse na especialização em big data e inteligência analítica poderão escolher diferentes campos, como:

Saúde: análise de informações na busca por insights a serem aplicados nos planos de saúde ou estruturação de informações médicas.

Marketing: prever as necessidades dos consumidores para estruturação de campanhas mais eficientes, de acordo com seu público-alvo.

Risco de mercado: analisar as brechas de segurança virtual, as perdas e ganhos de recursos investidos e infraestrutura.

Processos operacionais: a análise de dados auxilia no processo organizacional em diferentes empresas e startups.

Recursos Humanos: atuará no processo de obter informações relevantes para atrair e manter talentos.

Obter uma certificação de um curso é uma ótima opção para o profissional que deseja ingressar na carreira. Ela mede e comprova os conhecimentos, requisitos e habilidades técnicas aos empregadores, proporcionando vantagem em um mercado de trabalho competitivo. Recomendamos que você confira a grade completa dos cursos de Data Science e Data Analytics da Digital House. Eles podem ser a escolha perfeita para a sua vida!


Habilidades do big data e inteligência analítica

Entendendo a versatilidade da atuação, é necessário também saber quais são as principais habilidades do big data e inteligência analítica de um bom profissional do mercado. Separamos as 5 principais, para te ajudar nesta jornada. Confira:

1) Saber analisar

Até aqui você entendeu que a análise de dados faz parte do dia a dia de trabalho. No entanto, com tanta informação disponível no mercado e com o avanço da tecnologia, diferentes métodos analíticos são usados, para os mais diferentes tipos de estrutura de dados, que podem ser relacionais ou não relacionais. E o profissional da área precisa dominar tudo isso!

Atualmente, existem três tipos predominantes de técnicas de análise usadas por profissionais da área, cada um com seu propósito. São eles:

• Estatística descritiva

Este é o tipo mais antigo de análise, que ajuda a entender os motivos de um determinado acontecimento, descrevendo características de um estudo. Junto à análise gráfica simples, formam a base das análises quantitativas de dados.

Análise preditiva

Este método tem ganhado destaque recentemente, pois tem foco em prever as necessidades e comportamentos dos consumidores. Sua implantação partiu do avanço de softwares/hardwares, da inteligência artificial e as técnicas preditivas, como as redes neurais (modelos computacionais inspirados no sistema nervoso de um humano), que utilizam dados históricos e algoritmos para determinar a probabilidade de fatos futuros.

Análise prescritiva

Enquanto a análise preditiva consiste na previsão do que irá acontecer, a análise prescritiva foca na atuação do que fazer com as previsões das necessidades, fornecendo informações sobre decisões ideais a serem aplicadas nas empresas. Tudo parte de muita capacidade computacional, para produzir respostas em tempo real com base nas informações coletadas.

A habilidade de analisar é importante, pois os dados confiáveis e bem gerenciados levam às tomadas de decisões mais assertivas pelas empresas. É uma grande responsabilidade!

2) Pensamento crítico

Antes de fazer qualquer julgamento em suas análises, os profissionais de big data e inteligência analítica também precisam desenvolver o seu pensamento crítico. Com essa habilidade, ele estará apto para coletar dados e captar insights objetivos e relevantes antes de construir seu relatório final.

Desenvolver o pensamento crítico pode ser o diferencial do profissional no mercado, que possui a astúcia de confiar na sua intuição e saber o que é melhor para um negócio. É importante destacar que é necessário deixar as crenças e opiniões pessoais de lado, para focar apenas na situação em si de forma crítica, sem interferências.

Trata-se também de saber entender uma situação com maturidade e diferentes pontos de vista, de acordo com as normas e valores da empresa em que está atuando.

3) Programação

Códigos fazem parte do dia a dia dos profissionais de big data e capacidade analítica. Isso porque a enorme quantidade de dados produzidos diariamente requer codificação e algoritmos. Portanto, saber lidar e entender a programação é uma habilidade importante e o diferencial do profissional.

Não é o fim do mundo se não souber codificar no dia a dia, mas é importante ter alguém na equipe que possa saber e entender essa demanda. Por que não você mesmo?

4) Sempre procurar resolver problemas

Esta é uma habilidade necessária nos profissionais. Se conseguir desenvolver essa mentalidade, sempre preverá tendências e construirá as melhores análises preditivas.

Saber que um erro pode acontecer ainda na fase de desenvolvimento de um produto, por exemplo, pode ser muito melhor do que o problema acontecer e ninguém saber o que fazer nesta situação. Neste caso, o profissional deve saber que tipo de ferramenta ou ação de melhoria é ideal para cada situação.

5) Saber gerenciar

Os sistemas operacionais oferecem toda a velocidade, potência e flexibilidade necessárias para acessar enormes quantidades de informações, dos mais variados tipos e formatos. Neste contexto, muitos deles são específicos para determinados departamentos de uma organização ou podem ser úteis para mais de um deles.

Sendo assim, os profissionais de big data e inteligência analítica devem entender todo o processo organizacional de um negócio, para ter a habilidade de gerenciar informações e separar conforme setores específicos ou integrar informações entre diferentes áreas, garantindo informações e insights relevantes, seja no campo financeiro, de marketing, logística, jurídico, entre outros.

Ficou entusiasmado com a oportunidade de atuar com as novas tecnologias e fazer a diferença nas empresas? Recomendamos que você veja nosso artigo sobre como escolher um curso de análise de dados, com informações superrelevantes para você se tornar um ótimo especialista na área.

Leia mais no blog DH:

+ SEO para E-commerce: como ranquear sua loja virtual

+ Brand Personas: o que são e como fazer?

+ Estratégia para gerar leads: do básico ao avançado

E aí, já segue a gente no Twitter? Vem pra rede, vamos conversar sobre habilidades digitais! ;)